terça-feira, 30 de julho de 2013

Novos interesses




Difícil é concorrer com eletrônicos, para despertar interesse nas crianças.
Nos tempos passados, quando não havia televisão, computadores, jogos eletrônicos ou lego, os pequenos se distraíam com leituras, brincadeiras de quintal, jogos no papel, como batalha naval, jogo da forca e outros.
A netinha, passando férias comigo, se tiver permissão, fica quase que o dia inteiro no computador, no iPad ou no iPhone.
Preciso lembrá-la dos seus tabuleiros de jogos, das bonecas, dos aparatos das Pollys.
Daí, brinca um pouco, e logo quer voltar para sua digitação no computador, para seus diversos jogos pela internet, para as músicas pelo you tube e até para seu acompanhamento do instagram.
Resolvi, então, mexer no baú do passado em busca de "novidades" para a Isadora.
E encontrei, na memória, os cartões para bordados. Eram encontrados em papelarias, com desenhos variados, e para bordá-los usava-se o ponto alinhavo.
Achei que essa era uma boa "novidade" e que valeria a pena trazê-la para o presente.
Peguei uma tampa de caixa, fiz um desenho simples e, com ajuda de um preguinho, fiz os furos para permitir a entrada de uma agulha de bordar.
A menininha ficou muito animada e escolheu, entre restos de lã, as cores que queria usar.
A vovó deu as explicações e, em pouco tempo, o bordado estava pronto.



Gostamos tanto que resolvemos ir atrás de cartões para bordado. Numa pesquisa pela internet, nada achamos.
Papelarias, lojas de armarinhos ... Não conheciam.
E os paninhos para bordados, com riscos simples. Será que existem? Um bastidor deixaria o tecido bem esticado, e a Isadora poderia fazer seu bordado com ponto alinhavo.
Não existem mais, disse-me a dona de um armarinho.
Que pena.
Mas, e agora que a netinha havia se interessado por essas "novas" distrações?
Vamos tentar um tricô. Ainda no armarinho, ela escolheu a lã diferente, e aqui estamos nós num tricô a quatro mãos.





10 comentários:

  1. Que bom encontrar novas atividades, mais do mundo real,nao?

    Ela leva jeito e que pena nao existem mais!

    Podes tentar tecelagem tambem e assim, entre pinturas,recortes,bordados,passas belos aprendizados!


    Bj chica

    ResponderExcluir
  2. Isso é lindo! É realmente a atitude que uma pessoa que fica mais velha sabe que tem que ter com uma outra jovem, ensinar sempre, e mais legal ainda, ensinar coisas fáceis, coisas simples, não tão dispendiosas, tão materiais como o que estamos vendo por aí.
    A criança adora descobrir novidades, adora também fazer coisas com as mãos, ver o resultado.
    Excelente ideia, super vovó Helô!
    um abraço carioca


    ResponderExcluir
  3. Essa vovó é um verdadeiro arraso! Que sorte dessa netinha linda! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ah que pena que não existem mais... acho que minha Juju tbem ia gostar de bordar cartões!
    Uma sugestão? ensina sua netinha bordar ponto cruz, é fácil, ainda existe, tem na banca de revista e na net!!!!
    bjossss

    ResponderExcluir
  5. Ficou demais essa brincadeira! Depois mostra o cachecol pronto. E quem sabe encontramos os quadrinhos aqui em SP?
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Ficou demais essa brincadeira! Depois mostra o cachecol pronto. E quem sabe encontramos os quadrinhos aqui em SP?
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Ficou lindo o vasinho da Isadora!
    De fato, mudaram demais os interesses das crianças. Numa colônia de férias, recentemente, vi que resgataram as brincadeiras de rodas, as atividades ao ar livre e as crianças gostaram muito.
    Parabéns para a vó, que conseguiu atrair a atenção da neta!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. El otro día hablabamos con una amiga mía de la poca imaginación que tienen ahora los niños y ella me dijo que acaba de comprar un libro en el que están todos los juegos a los que jugabamos cuando eramos pequeños, ella los esta poniendo en práctica con sus nietos e.... increiblemente funcionan, los niños están entusiasmados.

    Veo que has disfrutado estas fiestas de tu nietecita, me alegro muchísimo. Besos para las dos

    ResponderExcluir
  9. Que delícia!!
    Também invento brincadeiras "antigas" com o Kike (meu neto) e ele adora!

    ResponderExcluir
  10. É cada vez mais raro ver artistas mirins por aí, mas existem! Na escola onde faço tapeçaria, minhas 'professoras' disseram que tem uma aluninha de 8 anos! Coisa linda né? Beijos, Paula

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.