quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Do fundo do baú




Na busca de um tom azul para colocar na parede do meu quarto, selecionei algumas peças do meu guarda-roupa, como blusas e casacos, e acabei indo pegar, no "baú" de guardados esse xale de crochê.
Me enrolei nele e, instantaneamente, dei uma guinada para o passado.
Há muitos e muitos anos, passando férias em Jacutinga, sul de Minas, inexperiente em crochê, resolvi que faria um xale para me distrair.
Nessa então pequena cidade mineira, muitas eram as crocheteiras e tricoteiras, e eu fui contagiada pelo clima. Não lembro quem me deu as orientações, mas foram bem dadas pois, em menos de um mês, eu fiz meu xale azul.
E foi esse xale, que me ajudou a encontrar a cor atual do meu quarto, que me levou de volta a um passado gostoso, com os filhos bem pequenos.
Jacutinga era a cidade de uma parte da família paterna de meus filhos, e lá passávamos pequenas temporadas, para mudança de ares, e para que as crianças aproveitassem as brincadeiras que só as cidadezinhas interioranas ofereciam. Podiam subir em árvores, andar de charrete, correr atrás de galinhas, ver vacas de perto, e até andar a cavalo. 

Gustavo e Priscila, pequenininhos, passeando na charrete do Nhozinho.

Gustavo com 3 anos e 7 meses, Priscila com 1 ano e 8 meses.
Mamãe e seus filhinhos.
 
Friozinho gostoso. 
Dessa vez, tivemos a companhia de meus pais. Priscila, 3 anos e meio, Gustavo, 5 anos e meio.  

Gus e Pri, com a mamãe.
Não lembro com exatidão quando terminaram as temporadas na tranquila Jacutinga, que hoje é uma cidade movimentada, e importante polo industrial de malhas de tricô.
Muitas são as recordações daquelas férias, que também incluíam passeios a cidades vizinhas como Monte Sião e Águas de Lindoia. 
Os filhinhos cresceram, a mamãe "também". Ficaram as lembranças, as fotos, e o xale azul.
Foi tão bom reencontrá-lo, que até resolvi usá-lo novamente.

Pronta para sair.


4 comentários:

  1. Meu Deus! Lindas fotos e lembranças. Adorei rever Jacutinga e nossa história. E o tio Gus sempre lindo. Conta mais, posta mais. Lindo o post.
    Beijos.
    Pri

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de achado e as fotos, como é legal rever! Lindo xale e bem moderno! Linda cor também! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida,

    Primeiramente devo dizer que fiquei encantada com o xale, já que sou fã das artes manuais. Pela foto dá para ver que o seu trabalho - tão cheio de detalhes - foi primoroso, mal dá para acreditar que a "crocheteira" era aprendiz, parabéns! rsrs.
    As fotos nos despertam muitas recordações, não é verdade? É tão bom voltar ao passado através das fotos, a gente sente até saudade de nossos filhos pequenos e da jovem que fomos, rsrs.Você, como sempre, linda demais! rsrs.

    Um beijo e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito de xales. Tenho 2 aqui de crochê e usava os da minha mãe, de tricô. São lindos, charmosos e práticos. As fotos me remeteram à minha infância... É interessante como objetos, canções e lugares nos transportam pelo tempo. Beijos, Paula

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.