sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Avançando na tecnologia






Três semanas do meu filho Gustavo por aqui, me trouxeram uma enorme atualização tecnológica.
Todos meus equipamentos ficaram interligados. Agora, conversam entre si.
Tudo que coloco em um, fica também nos outros. 
Macbook air, iMac, Iphone, iPad. Parece que sou mesmo uma “vovó” tecnológica só que, volta e meia, fico um pouco confusa com tanta informação.
Mas tenho ajudantes.
Apaguei algo por engano?
E, em seguida, limpei o lixo?
Não tem problema.
O Time Capsule já atuou e arquivou tudo que passou pelo computador.
E ainda existe o recurso do iCloud Drive. Tudo, tudo, fica guardadinho na nuvem.
E tem outra coisa.
Não preciso mais guardar papeis ou lembretes. O Evernote faz isso para mim.
E se for necessário escanear algo, antes de arquivar nesse “espaço" incrível, o próprio Evernote se encarrega. Escaneia a foto, ou o documento, e guarda com sucesso.
No iPhone, no iPad, tenho o leitor de código de barras. Posso fazer pagamentos com facilidade.
Minha agenda de compromissos está pesada. Quero que meus filhos tenham ciência dela?
Fácil. É só compartilhá-la com eles.
Tirei algumas fotos que gostaria que eles vissem de imediato?
Não. Não vou enviar por e-mail. Vai dar um pouquinho de trabalho. Simplesmente, vou usar o recurso do compartilhamento.
E se estiver tranquila escrevendo no iMac e meu iPhone, que está longe de mim, começar a tocar?
Terei que ir buscá-lo no outro aposento?
Não. Claro que não. Estou vivendo numa época de muitos recursos tecnológicos. Posso esquecer do telefone e atendê-lo diretamente pelo computador. Meu ajudante “Yosemite" está aqui para isso.
E quando não quiser redigir perguntas para o google, posso fazê-las oralmente.
E se, depois de um número enorme de recursos, tiver dúvidas até mesmo corriqueiras posso procurar esclarecê-las com a Siri. Ela sempre está de plantão no iPhone. O único problema é que não entende português. Mas com um espanhol básico, ou um inglês bem pronunciado, já é possível  entabular uma boa conversa.
É impressionante. Perguntas variadas dirigidas para uma "voz", e que têm respostas rápidas.
Para onde estamos indo?
E não é que um diálogo do Gustavo com a Siri me fez lembrar do filme Ela

8 comentários:

  1. Adorei tudo isso e o que faz o contato com um filho que sabe das coisas,né? É muita coisa ao nosso alcance...
    Valeu muito isso,não é? E tu, és uma aluna tri aplicada e aprendeste muito bem! Ele feve estar orgulhoso! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. rsrs Demais o aprendizado e as novidades! Agora só precisa me ensinar também!!!!
    beijos e parabéns

    ResponderExcluir
  3. Oi, Helô,

    Que legal, estou precisando demais de um "suporte" desse, rsrs. É que acabei de constatar o sumiço de um monte de fotos minhas, que não encontro em lugar nenhum. Você "pegou" as informações rapidamente, hein? rsrs.

    Um beijo e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  4. Helô, vc é demais! Fico impressionada com sua esperteza! Parabéns amiga, também quero chegar lá, agora quero um iMac !!! Bjssss,

    ResponderExcluir
  5. Faço minhas as palavras da Priscila!

    ResponderExcluir
  6. Tudo isso é grego para mim. rs
    Espero um dia poder ter todos os aparelhinhos interligados, sou meio resistente. Apenas desde agosto passei a usar um smarthphone, por ex., que ainda nem é o meu, é emprestado do filho.
    Mas todas essas possibilidades, principalmente mandar fotos sem dificuldades, me agradou bem. rs
    Tenho preguiça monstro de descarregar fotos.
    Encantada.
    Beijo e boa semana, Heloísa.

    ResponderExcluir
  7. ¿Por qué no me mandas unos días a tu hijo Gustavo a mi casa? seguro que solucionaría todos mis problemas. No se a donde llegaremos, pero realmente es una maravilla. Un beso

    ResponderExcluir
  8. E eu canto: "Lampião de gás, lampião de gás... quanta saudade você me traz..."

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.