terça-feira, 23 de junho de 2009

Festas juninas




Sempre gostei de festas juninas. Na minha infância, como diz a música, o céu ficava "todo iluminado" pelos balões. As crianças faziam e soltavam balões, e ficavam observando para correr atrás de algum que caísse.

O tempo dos balões terminou, assim como o das bombinhas, buscapés, vulcões e foguetes. O perigo supera em muito qualquer alegria trazida por eles e, agora, balão só de mentirinha, para enfeitar as festas juninas. Fogos, só de longe.

Mas as tradições das festas juninas continuam preservadas. É a culinária riquíssima - canjica, quentão, bolo de fubá, doce de abóbora, pinhão, pé-de-moleque, paçoca e muito, muito mais. São as músicas típicas, as bandeirinhas, as quadrilhas (influência francesa ?), os vestidos caipiras, o casamento forçado e, nas festas maiores, o correio-elegante e a cadeia.

Basta começar o mês de junho, para terem início as quermesses e as festas caipiras. É uma época deliciosa.

Os santos festejados são Santo Antonio (13 de junho), São João (24 de junho) e São Pedro (29 de junho), e essa herança é portuguesa, com certeza.

Só que enquanto em Portugal cada cidade festeja um dos santos, com o auge da festa no dia próprio, no Brasil as festas duram todo o mês de junho (e até avançam para julho), sem qualquer distinção. Em todas as cidades existem festejos dos três santos. O mês é de festas.

Há algum tempo estive em Braga, nos dias 12 e 13 de junho. A cidade estava linda, toda ornamentada para festejar São João. Queríamos ir a uma festa junina e nos disseram que não havia nenhuma em Braga, e que Santo Antonio era festejado em Lisboa e no Porto. Depois, soubemos que havia um lugar próximo, Vila Verde ( a 10 km. de Braga) que também festejava Santo Antonio, e assim pudemos conhecer o festejo em Portugal. Muito chouriço, sardinhas assadas, filé de peito de porco, e vinho bebido em “malgas”. Ranchos folclóricos, grupos de músicos. Uma festança.

Uma coisa é certa: cá, como lá, como é bom participar de uma festa junina.

 

13 comentários:

  1. Minha amiga, eu também gosto muito dos festejos juninos. Na minha infância eu adora dançar quadrilha. Não gosto de carnaval, mas de festas juninas sou apaixonada.
    Adoraria ver o são joão lá em Portugal.


    Beijão para você

    ResponderExcluir
  2. Ah, relamente das festas tradicionais de nossa terra, as juninas são as melhores, com coisas gostosas, muita música e dança e nada das baixarias que vemos no carnaval, por exemplo.
    Gostava demais quando criança e participei de várias, mas não tô encontrando jeito para ir agora, justamente quando gostaria tanto.
    Acho que vou para a serra, 'catar' uma neste final de semana!
    beijos cariocas.com

    ResponderExcluir
  3. Na minha cidade, a 23 km de Braga festejamos também o Santo António com marchas e tudo. Estiveste bem pertinho de mim :)

    ResponderExcluir
  4. Heloísa querida, eu também sempre adorei as festas juninas... rojões, balões e biribas me deixavam encantada, na infância... quando meu avô paterno tinha fazenda, eles sempre preparavam por lá uma festinha para a criançada, e eu me esbaldava... mas vc falou tudo: hoje em dia, o risco de incêndio é grande demais, e infelizmente nao podemos mais curtir assim....
    Mas as comidinhas juninas, sempre tão gostosas, acabam compensando, né?
    Bjo grande,

    Mari

    ResponderExcluir
  5. Oi Helô, eu sempre gostei de festas juninas, na verdade, eu sou evangélica e não cultuamos santos, mas pra mim festa junina é sinônimo de alegria, risada, diversão e até me esqueço qual é a origem da festa, rs.
    Hoje é a festa junina na creche da Nathalia, uma festinha interna, sem quadrilhas, só pras crianças e eu mandei ela de caipirinha, coisa mais linda, não vejo a hora de ver as fotos que a "tia" vai tirar com a máquina que mandei na bolsa, depois eu posto no blog. Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Tb adoro festa junina, a alegria da música, os pares dançando quadrilha e muita comida típica.

    Impossível resistir.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Heloísa,

    aí está a vossa grande vantagem em relação a Portugal: a festa aí é sempre a triplicar :)
    os brasileiros têm essa maravilhosa alegria natural, e as festas são sempre em grande, não é?

    Em Lisboa, como vc referiu, festeja-se o Sto António, e em Alverca, a 20 km, já é o S. Pedro. Mas só uma festinha de cada vez! :)

    aproveite!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Heloísa, quando eu era adolescente, aconteceu um acidente com fogos de artifício bem perto da gente, onde 2 pessoas saíram feridas. Desde então, sou meio cismada com fogos, embora sejam um espetáculo, sobretudo os coloridos.
    Mas as festas juninas têm um encanto que não se perdeu. Guardo ótimas recordações do tempo de colégio, onde esperávamos ansiosamente por esse período.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Heloisa ,é mesmo festa junina é tudo de bom !!!

    ResponderExcluir
  10. Chegou a hora da fogueira, é noite de de São João... Minha avó Violeta me ensinou essa canção e muitas outras de São João. Ela nasceu no dia 2 de junho, era muito católica, me ensinou a rezar e, principalmente, a ter fé. Ela também sabia fazer muitos doces gostosos desses que se come em São João: canjica, cuzcuz branco, doce de batata roxa (que eu amava!). Enfim, nessa época do ano, eu sempre me lembro muito da minha querida avó Violeta!

    Beijos, Heloisa!

    ResponderExcluir
  11. Helô, também gosto muito de festa Junina! Fui numa organizada por meu irmão e minha cunhada, e foi muito legal! Estávamos todos devidamente trajados e foi um sarro! Como estão Pri e Isadora?
    Beijos para vcs

    ResponderExcluir
  12. Adoro essas festas tradicionais, as cantigas e os quitutes e quitandas tão distintos nessas festas, danças(quadrilha) fogueiras, e o tempo friozinho, toma-se um quentão, é tudo de bom.
    Sempre tem umas festinhas aqui na paróquia do bairro e eu claro vou lá, porque além das delícias tem também as brincadeiras, pau de cebo, pesca, tiro e prendas, volto a ser criança de novo. Muito legal.Bjss

    ResponderExcluir
  13. Hummm festa junina, me faz lembrar direto de quentão e pinhão...
    Ai que água na boca, Helô!
    bjos queridos pra ti!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.