quarta-feira, 22 de julho de 2009

Amor à vida



No último dia 13/07, li uma notícia na Folha de São Paulo com o seguinte título: Por bisnetos, Alencar pede que os médicos o ‘segurem’.
No texto, consta que ele dissera, aos médicos, o seguinte: “Vocês vão ter que me segurar, porque vou ter dois bisnetos.”
Os médicos perguntaram se seria para acompanhar o batismo, e ele respondeu: “Não, para a formatura”.
Logo que li essa notícia, guardadas as proporções e respeitadas as diferenças, lembrei de um fato ocorrido comigo há pouco mais de três anos. Estava numa consulta médica, e fui aconselhada a fazer uma cirurgia, que já vinha adiando há seis meses. Não era de urgência, mas um dia teria que ser feita. 
Então, falei para o médico que não poderia marcá-la, pois minha filha estava esperando nenê. Daí, ele me perguntou: podemos marcá-la para logo depois do nascimento? 
E eu: não, vou esperar ela crescer um pouco. 
Quanto? Alguns meses? 
E eu: Não. Mais tempo. Acho que só quando ela for para a escola.
Estava ansiosa aguardando a chegada da minha netinha, e não queria perder nada. 
A situação é diversa, mas realmente lembrei do meu diálogo com o médico, assim que li a notícia sobre o vice-presidente José Alencar.
Achei seu pedido aos médicos uma coisa fantástica, que bem demonstra o amor que ele tem à vida, a força, a persistência, a vontade de participar e de fazer projetos. Desde 1997 (ainda segundo a Folha de São Paulo) ele luta contra um câncer, que vai, volta, exige cirurgias, tratamentos agressivos, mas parece que ele enfrenta tudo com coragem e otimismo. Não se abate, quer viver, acredita que ainda há coisas que deve fazer.
E é esse amor à vida, aliado, evidentemente aos tratamentos que tem a oportunidade de fazer e aos médicos que o acompanham, que o está “segurando” e permitindo que viva com esperança.

Ao procurar uma imagem para ilustrar esse texto, achei a figura dessa formiga perfeita. O peso é grande, mas ela não desiste. Vocês concordam?
Tirei a imagem daqui.

22 comentários:

  1. Oi mãe,
    achei lindo o texto e a imagem.
    Realmente, a rapadura não é mole, mas a formiga não desiste!!!
    Acho que ter filhos, provavelmente netos e bisnetos realmente dá grande força e vontade para prosseguirmos na luta. São, realmente, um dos grandes - talvez um dos mais gostosos - incentivos.
    beijos,
    Pri

    ResponderExcluir
  2. Perfeita a sua análise, amiga!

    Isso mesmo! O vice-presidente José Alencar é uma figura que marca neste governo, não por ser o que está como vice da nação, aliás, nunca os vices aparecem e ele, aparece até demais, só que pela sua determinação e valentia em enfrentar a morte e dizer sim para a vida. Realmente é um caso louvável e que serve de incentivo a tantas pessoas que passam por problemas semelhantes.

    Noutro dia, a diarista aqui de casa, ouvindo sobre mais uma de suas internações na TV da cozinha, exclamou "Esse homem não quer morrer, que coisa!" Respondi-lhe:
    "Mas quem quer morrer?" "Por um acaso você se renderia e se entregaria à morte?"
    Ela ficou rindo sem resposta, mas é isso aí, enquanto houver saída e estivermos respirando, devemos tentar sempre - tudo por amor à vida!

    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  3. Faz 1 semana que perdi minha avó e este post me deixou emocionada: ela também tinha tanto amor à vida... foi embora aos 86, com 4 bisneta e amou cada segundo de sua permanência aqui. Obrigada pela emoção que me proporcionou.
    1 beijo,
    Aline

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente com você amiga...e a foto ficou fantástica na combinação com o post. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Heloísa, amei seu post. Tenho um caso na família desse jeito. Que força de vontade, que garra! Decididamente, essa motivação influencia o corpo a reagir. Se somatizamos emoções negativas por que não somatizar as positivas?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Acho que é o amor que nos prende à vida. É uma força de vontade que derruba tudo :)

    ResponderExcluir
  7. Oi, Heloísa,

    Obrigada pela visita lá no blog dos meus alunos! Eles nem aparecem por lá! (risos)
    Quanto ao caso do vice-presidente, admiro a força que ele tem e o amor à vida. Com certeza é esta vontade de viver que faz com que a vida dele se prolongue. E eu desejo que ele consiga realizar o máximo que puder.
    Tenho outro blog: www.ocantinhodaborboletaazul.blogspot.com sobre outros assuntos além do trabalho. Estou de recesso, mas quando aparecer será um prazer.
    Freqüento muito o blog da Beth lilás e adoro os textos dela! Vi que ela também te visita!
    Beijos,

    ResponderExcluir
  8. Lindo seu texto Heloisa, fiquei emocionada!
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Muito lindo, é um homem de garra e espero que ele tenha o mesmo sucesso que você.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Ah, acho tb que o maior incentivo da minha mãe estar viva até hoje é a Mariana, as crianças fazem milagres.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Heloísa,


    Se você pudesse ler agora a postagem deprê que eu estou escrevendo (mas ainda não acabei) você iria entender como foi bom ler a tua postagem. Eu ando naquelas minhas fases montanha abaixo quando fica difícil manter o entusiasmo. Quem sabe a coisa não muda de figura agora no segundo semestre.

    Beijos,

    Claudia

    ResponderExcluir
  12. Heloísa,

    muitas vezes acontece isso: quanto maior é o peso que tem que se carregar, maior é a força que aparece, sabe-se lá vinda de onde...

    é um bom exemplo, esse do vosso "Vice". Muito bonito.

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Sim, todo mundo que olhava para ele com o nariz torcido está mudando de opinião. É um guerreiro!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Sim, concordo com vc, vovó Helô!!! O amor move montanhas, ele mantém a vida e traz a alegria!

    Estou de volta por aqui, bjosssssssss...

    ResponderExcluir
  15. Helô, lembrei de quando era criança e minha mãe pedia à Deus, saúde para criar os filhos. Crescemos e ela teve seu primeiro neto. Minha irmã era muito nova e minha mãe criou o Gui como se fosse um filho, e, passou à pedir à Deus, saúde para criar o neto. Na verdade, desejo que ela tenha saúde para conhecer os bisnetos.
    Adorei o post! Muito lindo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Heloisa ,eu fico boba com a coragem do vice presidente e o qu mais impressiona é que sempre que o vemos na TV ele esta com um sorriso no rosto ,muito bacana mesmo !!!

    ResponderExcluir
  17. Tb o acho um valente, Heloisa e me comovi esse apelo que ele fez aos médicos.

    Que ele consiga ir a formatura dos bisnetos!

    bjs

    ResponderExcluir
  18. Tenho um selinho sem regras para você no Blog ARCO - IRIS ENCANTADO.

    Beijo.

    Jacque

    ResponderExcluir
  19. Heloísa, que saudade que eu tinha dos seus textos. Estive uns diazinhos sem internet e agora estou a voltar a visitar os cantinhos que visito sempre. Este texto é tão bonito, que me deu um ânimo que me estava a faltar.
    Obrigada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Amiga querida, você, com toda sua sensibilidade, combinou com maestria a foto da formiga a esse post, tão bem escrito (como sempre faz)!!
    A persistência e o amor à vida do nosso vice-presidente, o tornam uma pessoa realmente digna de toda nossa admiração!!
    Beijo grande,

    Mari

    ResponderExcluir
  21. Oi, Heloísa. Realmente o exemplo do nosso vice é muito bom.
    Ele teve um câncer, não sei te dizer em que orgão, há mais de 30 anos e a mulher dele, Mariza, fêz a promessa de nunca mais usar uma jóia, se ele sarasse. Ele sarou, ficou muitos anos bem e agora, há mais de 10 já luta contra outros, como teve o da próstata e agora o dos intestinos. Eita destino ingrato, né?
    Mas ela, a Mariza, pode reparar, usa somente a aliança de casada, nenhuma outra jóia, nem um brinquinho. Isso é que é amor, heim?
    Espero que ele consiga acompanhar esses bisnetinhos, pelo tempo que Deus lhe der, com saúde.
    Você me deu um tema pra postar. Vou contar meus pedidos a Deus, no sentido de ver os netos grandes.
    Bj

    ResponderExcluir
  22. HELO,foi agradável nosso encontro,
    hoje, no Fleury.
    Estamos visitando o seu blog e pro-
    curando conhecê-la melhor.
    Uma de nossas características é cultivar as amizades e o amor a família. Algumas de suas páginas
    retratam lembranças de nossas vidas
    também. Parabéns. Sucesso.
    GEraldo e Didi
    24-07-2009

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.