quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Amor





O que falar sobre o filme Amor, de Michael Haneke?
Já premiado no Festival de Cannes, e no Globo de Ouro, o filme tem o desempenho extraordinário de Emmanuelle Riva, e também de Jean-Louis Trintignant, dois octogenários representando com autenticidade e maestria um casal de octogenários. Emmanuelle atuou no filme com 85 anos, e é absolutamente comovedora.
Mas, falar sobre o filme.
Difícil. Difícil encontrar palavras.
Não é um filme para ser comentado. É um filme para ser sentido.
E os sentimentos são tão fortes, que inibem as palavras.
É de uma tristeza profunda e pungente.
Mostra o lado cruel da velhice. A doença, a decadência física e mental, o isolamento, a desesperança.
Não é um drama. É a vida. Que pode se apresentar como ali mostrada.
Saí do cinema completamente derrubada. 
Principalmente pelo epílogo.



8 comentários:

  1. Oi Helena! Vejo que você melhorou da torção. Que bom! Seguirei sua indicação do filme, com sua precaução do relato sobre a velhice, tema para o qual presto muito atenção. Beijos, Paula

    ResponderExcluir
  2. Heloísa, já li sobre o filme, vi fotos dos atores quando jovens, enfatizando como o tempo passa, mesmo, até para eles.
    A realidade da vida é essa, se estamos vivos, envelhecemos.
    Sei que vou gostar de assistir.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Uma das minhas filhas foi e assim que saiu ,me ligou pedindo que NÃO fosse ver! Não irei! Apesar de saber que é a vida e o final dele, incrível! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Sabe amiga Helô, uma outra amiga já viu e me disse por alto como é belo e triste este filme, depois li sobre ele, fiquei com uma vontade imensa de ver porque afinal de contas, um filme indicado para 5 ou 6 Oscars só pode ser primoroso, mas agora lendo você e como ficou afetada e sei que tem um amor grande e compartilhado com seu marido, como eu e o meu, não vou não!
    Se eu for vou ficar muito impressionada e daí choro toda vez que me lembrar das cenas.
    Espero que você não fique pensando mais sobre o filme, direcione para outra coisa, veja um outro filme, uma comédia e esqueça, porque apesar de belo e tão real, melhor deixar pra sofrer quando chegar a hora, antecipadamente não, é sofrer duas vezes.
    Vamos lá, busque um filme engraçado por aí e tente esquecer, ok.
    Um bom carnaval pra vocês!
    mil beijinhos cariocas


    ResponderExcluir
  5. Minha amiga, temos que ter coração forte pra ver o filme, de uma sensibilidade tremenda, desempenho sublime dos atores, confesso que me comovi, e chorei...
    sem dúvida uma ótima indicação!

    Vejo que estás já melhor, e me alegro,
    Votos de bons feriados, e meu abraço,

    Renata

    ResponderExcluir
  6. Oi, Helô,

    Não sei porque eu não estava conseguindo abrir a sua página. Desde ontem que tento e acaba aparecendo o "falha na conexão" (?).
    Desde que li sobre este filme fiquei com vontade de assisiti-lo, rsrs. Quando mocinha costumava ir ao cinema com uma tia, que me apresentava às obras que ela havia apreciado e o Jean Louis Tritignant era o protagonistas de alguns dos filmes que viámos, como o "Um homem e uma mulher", na versão de 1966.
    Agora ele fez este filme, que tem recebido críticas muito positivas, tanto por causa do desempenho dele, quanto do da atriz Emanuelle Riva, que calhou de ser a atriz de um outro filme que vimos, o "Hiroshima mon amour", rsrs.

    Um beijo e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  7. Totalmente acertado tu comentario sobre Amor. "No es un drama, es la vida". Un beso

    ResponderExcluir
  8. Olá Helóisa, meu nome é Annelice, eu sou uma leitora do seu blog aqui da Alemanha. Bem o tema velhice está muito presente em minha vida, uma pelos meus pais, outra por mim e meu marido. Eu vi algumas reportagens sobre Loma Linda, cidade na California e a longividade de um grupo de moradores de lá.E eu gostei muito.Uma das reportagens foi feita pela SBT, você conhece? E Blue Zone? Abracos. Annelice

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.