terça-feira, 6 de agosto de 2013

Frio "aquecido"




No elevador, pronta para sair.
Depois de 15 anos, ou mais, tivemos muito frio em Santos.
Parece que as temperaturas muito baixas circularam por todo o país, provocando até neve em cidades do sul.
E a Isadora, que nunca sente frio, nunca quer colocar casaco, tratou de se agasalhar bem. Na verdade, como tem sete anos, ainda não havia passado por frio igual.



Quando em casa, até se enrolava em cobertor.
E a vovó gostou, porque só assim ela aproveitou o poncho feito há algum tempo pela vovó, e usou uma precisosidade tricotada por sua bisavó Norma.


O mais interessante dessa malha de cor ferrugem, com desenhos na parte da frente, é que ela foi usada por mim.
Incrível!
Minha mãe tricotou essa malha para mim, há muitos invernos atrás e, graças à qualidade das lãs de então, ela está como nova.
Fiquei emocionada ao ver a netinha vestindo uma peça usada por mim, bem antes do nascimento da minha filha, e que havia sido feita amorosamente por minha mãe.
Família. Amor encadeado!


Muita roupa. Pena o reflexo no espelho.

9 comentários:

  1. Linda Isadora bem encasacada e adorei a blusa feita pela tua mãe. Sabes que acho que minha mãe e a tua usaram o mesmo livro de modelo. Tive uma assim. Se achar a foto, um dia trago! Adorei! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Muito carinho, capricho de tricô e lindas fotos!
    Beijos!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  3. Isso mesmo, Helô: "família, amor encadeado!"
    Uma riqueza usar uma roupa feita pela bisavó..
    Como está grande e linda a Isadora!
    Bj pra você e para ela,
    Lylia

    ResponderExcluir
  4. Lindinhas as fotos da "encapotada", e já guarda a blusa da bisa para a sua bisnetinha!!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  5. ¡Qué ilusión te debió hacer que pudiera llevar tu ropita!Realmente éste va siendo un año muy raro, yo estoy en el Pirineo ayer hacía muchísimo calor y hoy vamos todos con jersey. Un abrazo

    ResponderExcluir
  6. Olá, minha lady,

    Estava aguardando uma brechinha maior do meu tempo, para vir 'espiar' se tinha coisa nova por aqui, rsrs. E que post delicioso, lindas fotos, estória fantástica, da malha (lindíssima), que vem atravessando as gerações e - o que é mais importante - a percepção do amor que está por trás de tudo. Curiosamente, por aqui o frio não chegou a ser muito intenso, neste ano. E esta foi a primeira vez, ao longo de minha vida, que uma frente fria que tenha adentrado o país não chegou até aqui. Geralmente, se esfriar no sul, aqui acaba esfriando também, rsrs. Ah, a estação fria realmente é a mais elegante, não é verdade? rsrs.

    Um beijo e boa tarde!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Heloísa.
    Que coisa boa a Isadora poder usar uma blusa que foi sua e ainda tecida por sua mãe. Uma peça lindíssima.
    Quando minha segunda filha tinha uns 5 anos, minha mãe teceu pra ela uma blusa em linha, de tricô. Uns anos depois ela pediu à avó que tecesse outra, pois aquela não lhe servia mais. Minha mãe assim o fêz e até hoje a Renata tem a blusa, que certamente agora irá para a Letícia. Não é uma peça para o frio e é linda e atual.
    Momentos, lembranças e coisas que não têm preço na vida da gente.
    Beijinho na Isadora.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Que preciosidade uma peça feita pela bisa!
    Linda e ficou mais bonita ainda na sua modelo!
    Bjo!

    ResponderExcluir
  9. Heloísa, que emoção ver sua netinha usar uma roupa feita por sua mãe para você!!!! Emoções à parte, a malha é linda. Beijos, Paula

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.