sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Compromisso com a verdade




É impressionante o poder da mídia.
Forma e deforma as cabeças.
E, com o avanço da tecnologia e da comunicação, cada vez mais.
São milhões de mensagens, muitas carregadas de inverdades e de fatos não comprovados, e que lançadas nos canais de comunicação atingem um número cada vez maior de pessoas.
Alguns dos atingidos, levantam dúvidas. Será isso verdade? Como esses comunicadores chegaram a esses fatos? Foram comprovados?
Outros, muitos dos quais formados sob a influência quase que total de uma comunicação viciada, aceitam tudo com passividade e sem questionamentos.
E entram na corrente da divulgação. Com a ajuda das redes sociais, passam as mensagens para a frente, como se  aquele conteúdo distorcido, e muitas vezes falso, fosse uma verdade absoluta. Não têm qualquer preocupação em pesquisar a veracidade dos fatos.
É uma situação complicada.
Em que podemos acreditar?
Em quem podemos acreditar?
Dá para esperar que a mídia tenha, efetivamente, compromisso com a verdade?


6 comentários:

  1. Ando falando que, se fosse jornalista, estaria como um peixe fora d'água. Péssimos profissionais andam sendo formados, a indústria da mentira, do sensacionalismo, está em alta. Sempre fico com um pé atrás, diante de uma notícia de grande repercussão. Nunca acredito, de primeira, infelizmente.
    Beijo, Heloísa.

    ResponderExcluir
  2. Tem razão, Heloísa. Temos que ler muito antes de opinar, buscar fontes verdadeiras e formar nossa opinião, seja qual for deve ser respeitada, mas sempre sem influenciar-se por esta mídia desenfreada e histérica.
    Li hoje um provérbio árabe que tem tudo a ver com seu texto:
    ""Não acredite em tudo o que ouve,
    porque quem acredita em tudo o que ouve,
    muitas vezes julga o que não vê."
    um abraço carioca e bom fim de semana.


    ResponderExcluir
  3. Bela constatação,Heloisa!! Deveríamos poder confiar, mas infelizmente não é bem assim!!! Confiar buscando comprovações...

    bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  4. Compromisso com a verdade é com certeza é o ideal que todos almejamos. Mas infelizmente, Heloísa, o ideal não é o real. Também sonho com isso, com o comprometimento e a retidão norteando a vida das pessoas, mas acho, sinceramente, que essa alegria ainda não é para nossa geração. (E acho que falta muito... snif.). Beijos Marli

    ResponderExcluir
  5. Oi, Helô,

    Eu acredito que as pessoas só começarão a ficar em dúvida quanto ao que é publicado/noticiado/compartilhado quando forem ou tiverem algum conhecido atingido por alguma inverdade. Eu costumava ficar perplexa com a facilidade com que as pessoas aceitam o que leem; e também por elas nunca questionarem ou pesquisarem, agora já me acostumei, rsrs. Pessoalmente, em princípio, desconfio de tudo, rsrs.

    Beijo e bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marly, é bem certo o que você colocou. Quando os atingidos injustamente formos nós, ou próximos nossos, entenderemos a dimensão do problema. bjs.

      Excluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.