sábado, 5 de abril de 2014

Curiosidades em Lima - Peru



Chegamos há pouco de uma semana muito gostosa em Lima, cidade que não conhecíamos, e que, a par das suas belezas, tem curiosidades muitas curiosidades.
Em Lima não chove. Isso é o que nos dizem os que vivem lá, e os que já viveram. Achei isso muito curioso pois, mesmo sem chuva, há verde e flores por todos os lados.




Questionei o fato com um motorista e ele me disse que as regas das plantas e parques são diárias, por meio de caminhões que rodam pela cidade durante a madrugada. Não pude conferir a informação. Mas fiquei imaginando a dificuldade desse tipo de rega, por toda a cidade.
No hotel me disseram que a umidade relativa do ar, que pode chegar a 90 ou 95%, garante a hidratação das plantas. E que, no inverno, há dias em que ocorrem garoas, que os peruanos chamam de garuas. Mas que chuva, mesmo, não acontece.
Muito curioso.
Quem nasce por lá, e por lá fica durante toda sua vida, com certeza não consegue imaginar como é uma chuva ao vivo. E as crianças não têm a chance das tão gostosas brincadeiras na chuva. Pitoresco, não?
Outra curiosidade que achei fantástica é a da limpeza das ruas. Essa deveria ser a regra em todas as cidades, mas sabemos que não é.
Pois bem, em Lima a limpeza é total.


E dependendo do tipo de calçamento da praça, ou da rua, a limpeza é tão perfeita que se tem a impressão de que o calçamento foi encerado. Foi o que imaginei ao ver uma praça em Barranco, que tem de um lado a Igreja, e do outro a Biblioteca, e ao caminhar pelo Parque dos Olivais, em San Isidro.



Outra coisa muito pitoresca é a da quantidade de espécies de batata. Alguns dizem, talvez com certo exagero, que existem mais de 2000 espécies. Num programa de televisão, escutei referência a pouco mais de 200. E numa pesquisa rápida pela internet, encontrei outros números diferentes.







Enfim, as batatas são muitas, e muito usadas, principalmente amassadas como purê, e fazendo parte de pratos deliciosos que oportunamente comentarei.
Também achei muito pitorescos alguns dos ônibus com linhas regulares pela cidade. De cores diferentes, e de tamanho pequeno, lembrando ônibus escolares.


Se pensar um pouco mais, talvez lembre de outras curiosidades, mas essas foram as que mais me chamaram a atenção.
Logo, logo, mais escritos sobre Lima.



9 comentários:

  1. Que bom te ver de volta, cheia das curiosidades de lá e fotos lindas! Também gosto dos mercados... Lindos verdes e flores,mesmo que não chova!!beijos,bom retorno! Tuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi, Helô,

    Bem vinda de volta! rsrs. Quantas coisas interessantes relativas a Lima, a ausência de chuvas é incrível, eu já
    tinha ouvido falar que não chove no deserto de Atacama,
    no Chile, mas em Lima? rsrs. Também achei os calçamentos das fotos muito limpos, alguns parecem mesmo encerados.
    Acho tão bom ouvir ou ler coisas boas sobre locais da América do Sul! rsrs. Agora quero saber dos comes e bebes, já que o Peru tem ótima reputação nessa área.

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marly,
      Já, já, vou falar sobre os comes deliciosos. Lembrei de você, minha linda. Tudo com muito capricho. Beijo.

      Excluir
  3. Olá Heloísa, cá estou eu de novo. 😊 E era até um comentário bem grande (rs), mas eu cliquei em publicar antes de escolher a identidade, deve ter sido isso.
    Então, eu fiquei admirada com essa questão da chuva, é curioso mesmo que nunca chova em Lima, não fazia ideia. E vc falando em brincar na chuva fez-me pensar que aqui em Portugal isso não é comum, já que quando chove, quase sempre faz frio em simultâneo, então não é muito agradável... mas uma chuvada de vez em quando é bem agradável, principalmente quando estamos no quentinho do lar. 😊 e eu adoro o cheiro da terra molhada.
    Em relação às batatas, quando vc postou a foto da "causa" (acho que é isso) eu fui pesquisar, e li que um dos ingredientes é um puré de batata, mas de uma batata diferente da usual, que faz um puré bem mais durinho, caso contrário não era possível fazer aquelas camadas. Mas nunca imaginaria que pudesse haver assim tantas variedades de batata!!
    E para finalizar, adorei a "notícia" da limpeza, quem dera que por aqui também fosse assim, infelizmente em Lisboa, nos últimos anos, verifica-se o contrário.
    E pronto, era só isto. rs Obrigada por partilhar!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O comentário acima é da Claudia Marques, minha amiga que mora em Lisboa. Ela não conseguiu publicar. Tentei publicar colocando seu nome mas também não consegui. Por isso, saiu no meu nome. Êta confusão.

      Excluir
  4. Pelas fotos, acho que enceram mesmo! Parece até escorregadio o piso de tão liso e brilhante!
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Curioso mesmo, esta falta de chuva. Que cidade linda, Heloísa. E em qualquer parte do mundo que se vá, sempre falam da limpeza das ruas. Triste que aqui não seja assim, em quase lugar nenhum, não?
    Adorando conhecer Lima através de você.
    Beijo, Heloísa.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Heloísa!
    Realmente todo mundo que tem visitado o Peru tem voltado entusiasmado com a arrumação e limpeza, fora as comidas deliciosas. Acho que eles descobriram o filão como na Europa que o turismo pode ser uma grande fonte de renda para o país sem poluição e violência. Quantas batatas diferentes, devem ser deliciosas.
    um abraço carioca e
    estou aguardando suas visitas na minha casa
    virtual, tem uma postagem bonita para você conhecer a respeito do grande MOnet.

    ResponderExcluir
  7. Heloisa querida, Lindo Blog! Felicidades!! Cuidate muito!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.