quinta-feira, 5 de março de 2009

Calor

 

Lembro que, quando criança, Santos tinha um verão quentíssimo, com muitos dias em que soprava o famoso vento “noroeste”, que esquentava até a alma, mas que normalmente era seguido por chuvas muito fortes e passageiras.

Inverno, praticamente não existia. Foram poucas as ocasiões em que tivemos dias frios em Santos. Nas demais estações, a temperatura sempre foi moderada.

Nos últimos tempos o clima tem andado bem confuso. Podemos ter em dezembro, já no verão, alguns dias frios (friozinho brasileiro) seguidos de dias muito quentes. Assim como no inverno, muitas vezes somos surpreendidos com dias de calor, o chamado veranico. 

Atualmente, em pleno verão, temos tido dias seguidos com a temperatura muito elevada, sempre acima de 35 graus, e que nem podemos atribuir ao “noroeste”. Parece que esse vento, que sempre aparecia por Santos, está por outras plagas, e que também levou consigo aquelas chuvas repentinas, de pouca duração, mas que serviam para uma refrescada.

Agora, desde as primeiras horas da manhã o calor está escaldante, considerando-se que, por aqui, temos um calor com umidade. E uma chuva rápida, porém refrescante, não aparece. Quando chove, é para valer e para assustar.

E parece que essa sensação desagradável de quentura contínua, até impede que tenhamos boas idéias para posts e conversas. O calor está tomando conta de tudo. Em qualquer lugar que se vá, o primeiro tema de conversa é : o calor.

Hoje, ao ler a coluna “Comida” da Nina Horta na Folha de São Paulo, achei interessante a forma a que ela se referiu ao calor e à necessidade de alimentos leves. Diz ela: “ o dia de verão de hoje está indigno, insuportável. É a hora dos desejos grávidos de frescor”. E relaciona, com sua forma simpática de escrever, uma série de comidas próprias para a época.

Sim, queremos muito frescor. Saladas, frutas, sorvete, roupa leve, mas tudo acompanhado de “ar condicionado”, ou de ambientes refrescados.

Tirei a foto daqui.

12 comentários:

  1. Eu morria com esse calor todo!!! Gosto do frio :)

    ResponderExcluir
  2. Olha Heloísa, eu gosto do nosso clima aqui em Portugal, porque é muito temperado comparando com outros países da europa. Mas quando chega esta altura do ano já estou a suspirar por um calorzinho. Por isso até tenho alguma invejinha (boa) desses dias quentes aí de S. Paulo. Estou farta de casacos, botas, lãs, ai quem me dera uma roupinha de verão e umas bolinhas de gelado como as da foto!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ai Vovó, verdade que o calor 4está de matar ... ufa! E quando temos criança em casa então ... Tadinhos, o difícil tem sido para dormir, mas vamos levando. E nos esbaldando de sucos, sorvetes e essas delícias todas que você citou. Só tenho uma "invejinha branca" da praia que está bem aí ao seu alcance, rss. Aproveite!
    Beijos calorosos pra vc, Pri e Dodora.

    ResponderExcluir
  4. Heloísa, no meu comentário anterior me esqueci de te sugerir dois livros de leitura muito agradável:" A condessa de Barral" , que praticamente nos leva ao segundo Império e "Equador " de Miguel Sousa Tavares, escritor português, filho da poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen. Esse ainda estou lendo, mas o assunto é bastante interessante e qdo ele fala dos políticos portugueses ( e povo) do início do secXX, parece retratar os nossos de todas as épocas. Tenho certeza de que vc vai gostar.
    Cecília

    ResponderExcluir
  5. Tenho feito uns pratos doces/salgados leves e saborosos. Não posso reclamar do calor, porque passo todo o ano esperando esquentar... Não suporto o frio de Curitiba.
    Aproveite a praia, a água de coco e os sorvetes, de preferência de frutas.
    bjs.

    ResponderExcluir
  6. Heloísa, se fosse possível, mergulhava nesta taça de sorvetes! Que calor!!!
    beijo Olguinha

    ResponderExcluir
  7. Helô,

    O que eu daria por uns dias de calor intenso. Eu gosto disso, você não imagina o prazer que me dá andar de havaianas e vestidinho, não ter fome de nada, apenas sede. Tomar açaí bem gelado com granola, soar muito, lavar a alma. Tomar banhos muito frios e me sentir limpa de verdade. Eu faço muita sauna, quase todos os dias, para contrabalançar. Fico no vapor (pois só gosto de sauna molhada) até o meu corpo não aguentar mais. Nestas horas só penso no verão do Rio.

    Muito calor aí e muito frio ainda por aqui.

    Beijos,

    C.

    ResponderExcluir
  8. Oi Heloísa, vim retribuir a visita e conhecer seu blog, vou aproveitar e colocar o link no meu, assim posso te visitar sempre que você atualizar.
    Essa foto do primeiro post já me conquistou, meu vício é sorvete.
    Depois volto pra ler tudinho.
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Heloisa,

    Tá calor demais... sinto saudades de dias mais fresquinhos também !

    Mas aqui no seu blog o clima é sempre delicioso...

    Beijo carinhoso,

    Solange

    http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Querida Heloisa, Santos está um pouco ao Sul do Rio de Janeiro e talvez isso implique alguns uns graus a menos... Por aqui estamos tendo o veráo mais quente dos últimos 30 anos; semana passada a temperatura máxima foi 39,5 graus. Um inferno!!! Não nos deixa pensar direito, dá vontade de andar pelada e nem assim adiantaria!!!

    Mas essa foto com as bolas de sorvete me refrescaram só de olhar... Obrigada!

    Beijo e boa semana!

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelo nosso dia... que são todos!!! hehehe
    bjos queridos pra ti!

    ResponderExcluir
  12. Meninas,
    Realmente, quem quase sempre está no frio, torce por um calorzinho.
    Mas, calorzão, é difícil de aguentar.

    Cecilia,
    Obrigada pelas dicas dos livros. Já terminei mais um livro da minha lista, A chave de casa, de Tatiana Salem Levy, e gostei bastante. Agora estou lendo, e gostando do Peixe Dourado, de J. M. G. Le Clezio. É bem envolvente.

    Luciana,
    Obrigada pela visita. Apareça sempre.

    Carolina,
    Parabéns para todas nós.

    Beijos para todas.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.