domingo, 8 de março de 2009

Ecos do carnaval


No sábado de carnaval estive em São Paulo e aproveitei para uma visita ao fantástico Museu da Língua Portuguesa e à Pinacoteca, lugar que também adoro.


Assim que estacionamos o carro, ouvimos um gostoso batuque de carnaval. Aquele som de carnaval de rua, com marchinhas dos bons tempos.

Era um bloco de bonecos grandes, acompanhado por uma banda (Lira Musical), que fazia seu carnaval bem na frente da Estação da Luz. Junto com os bonecos, havia um grupo de Cabeções com forma de caveiras, e um diabo. Em conversa, ficamos sabendo que era o Grupo Folclórico Vovô da Serra do Japi, que se apresentou ao som do samba de "bumbo".

Adiamos um pouco nossa entrada no museu, e também fomos fazer nosso carnaval : ver de perto os grupos, cantar as marchinhas e mexer o corpo dentro do ritmo.






Carnaval autêntico e gostoso. Durou pouco tempo. Logo as pessoas se desembaraçaram dos bonecos e pude ver que os "foliões", na sua maioria, eram senhoras e senhores, já de uma certa idade, com roupas formais por baixo da fantasia, e semblante bem pacato. Os cabeções ainda continuaram um pouco mais, na alegria do seu samba de bumbo. Com certeza, até pelo nome do grupo (Grupo Folclórico Vovô da Serra do Japi), também deveriam ser "foliões" com o mesmo perfil dos carnavalescos dos bonecos: gente tranquila (como o trema está fazendo falta), que gosta de um bom carnaval, daquele que se confunde com o folclore.

E essa foi nossa participação no carnaval de 2009: sem qualquer plano, mas com bastante satisfação. Deu até para fazer esse filminho: 

9 comentários:

  1. Aqui chamamos esses bonecos de gigantones :)

    ResponderExcluir
  2. Helô, por esse carnaval você não esperava, hein! Bom flagrante.
    Ah, esse museu é uma simpatia e fui com a filha, pra variar...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Heloísa, que bom saber que o Carnaval no Brasil não é só a Sapucaí! A Sapucaí é maravilhosa, claro, mas esse carnaval que você mostrou é bem popular, não é? Muito parecido com o carnaval aqui de algumas regiões de Portugal. Na região da Ameixa são os gigantones, mas no sul, chamamos de cabeçudos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Helô, Que legal este carnaval surpreza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ah, acho que a Isadora teria adorado esse "Carnaval de verdade", como ela me pediu para ir! bjs, Pri

    ResponderExcluir
  6. Heloísa, muito legal este post e o filminho. Só senti falta de ver o público. As poucas pessoas visíveis na beirinha do quadro estão conversando, não dançam! Tinha mais gente dançando?
    Olguinha

    ResponderExcluir
  7. Queridas comentaristas,
    Esse "flagrante" de carnaval, como disse a Gina, foi muito interessante mesmo.
    Quando chegamos, quase no final, ainda havia algumas pessoas acompanhando e dançando. Acho que talvez eu não tenha conseguido me posicionar bem para pegar melhores imagens. Mas também havia um pessoal meio parado, só observando.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. adorei,me fez lembrar,quando criança,la tinha estes bonecos,cabeções,e outros chamados alauças,aqui no rio tem bate-bola e muito samba beijokas.

    ResponderExcluir
  9. adorei lembrei,quando era criança,la tinha estes bonecos,alauças,aqui no rio so tem bate-bola e samba beijokas.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.