segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Bicho de sete cabeças?




Quando se é jovem, quase que como regra geral, acha-se que a cozinha é um “bicho de sete cabeças”.
E quando não se tem quem faça nossa comida, o jeito é apelar para os “miojos”, sanduíches, “delivery” ou restaurante (quando se pode).
Com o passar do tempo, “o bicho” vai perdendo suas “cabeças”, e percebe-se que não é complicado fazer comidinhas gostosas.
E, por fim, descobre-se um prazer grande nessa atividade, tão básica para a vida.
Muitos são os pratos saborosos, feitos com facilidade e rapidez. O que é indispensável é a vontade de fazê-los. E um pouco de organização, separando os ingredientes e deixando-os prontos para o uso.
Daí, tudo flui muito bem, juntando-se, no final, o sabor dos pratos à satisfação pelo resultado.
Sou adepta da cozinha fácil e rápida, que me permite um almoço saboroso, sem grandes preparações e em pouco tempo, como esse do domingo.
Vi o que tinha em casa e preparei, na hora, uma salada e um risoto. A sobremesa foi feita algum tempo antes.



A salada foi feita com folhas verdes variadas e queijo brie aquecido (no micro-ondas). Tempero feito com azeite, limão, mostarda e sal.


Risoto de funghi

1 xícara de arroz arborio
6 xícaras de caldo de legumes (carne ou frango)
um punhado de funghi seco (mais ou menos 40 gramas. Fiz com o chileno)
meia cebola média cortada em pedaços pequenos
1 xícara de vinho branco seco
2 colheres de manteiga
queijo parmesão ralado

Colocar o funghi numa vasilha com um pouco de água morna. Deixar por 20 ou 30 minutos, escorrer e cortar em pedaços menores.

Preparar o caldo com dois tabletes, ou envelopes, mantendo-o quente.

Derreter a manteiga numa panela própria (não serve de pedra, nem de barro). Fritar a cebola, até amolecer. Colocar o arroz e refogar por um, dois minutos.
Em seguida, colocar o vinho. Misturar e deixar evaporar. Acrescentar os "funghi" e mexer bem.

Adicionar, mais ou menos, 1/3 do caldo aquecido, e mexer até ser absorvido. Colocar mais 1/3 do caldo, e mexer até secar. Colocar o restante do caldo aos poucos, mexendo e verificando sua consistência. O risoto fica "al dente", mas cremoso. Às vezes pode ser necessário um pouco mais de líquido. Quando isso acontece, coloco sem medir um pouquinho de água quente (talvez meia xícara) na panela do caldo e utilizo até obter a consistência certa.
Servir salpicado com queijo parmesão ralado.

Como o risoto deve ser servido assim que ficar pronto, deixei a panela tampada enquanto comíamos nossa salada, que já estava na mesa. Daí, foi só colocar nos pratos.



E para sobremesa, uma gelatina com jeito de musse. Fiz uma gelatina de maracujá, colocando menos água, e bati no liquidificador com 200 ml. de iogurte. Enfeitei com figo fresco. Deixei gelar por 4 horas e ela ficou bem refrescante, própria para esse tempo de calor.

E para acompanhar o almoço, fiquei num vinho maravilhoso que havíamos aberto na véspera, o Sileni, que eu trouxe diretamente da Nova Zelândia.
Tim, tim!

12 comentários:

  1. Oi, Helô,

    Apesar de fazer muitas vezes pratos mais elaborados, pois adoro um desafio, gosto de comer mesmo é coisas simples, rsrs. O seu almoço para mim seria um banquete, adorei tudo!

    Um beijo e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Olá Helo,
    Que delicia de receitas...gostei de ver sua disposição, o bolo de caneca também ficou ótimo, e com a netinha de ajudante...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Endosso as palavras da Marly. Vivo inventando coisinhas trabalhosas, mas admiro uma refeição prática.
    Risoto ao funghi é um dos meus favoritos.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Ai que tudo essa refeição. Acho que deve ter ficado uma delícia. Percebe-se o capricho e o cuidado que vc tem ao alimentar sua família. Adorei. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Helô!
    Eu também sou assim, adepta do gostoso e fácil, principalmente em tempos tórridos de um verão como este.
    Ficou tudo uma delícia pelo visto e se eu tivesse visto ontem esta receita da gelatina tinha feito igual, pois fiz a gelatina normal, mas queria fazer assim, cremosa.
    Tudo lindo e delicioso, parabéns!
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  6. Eu realmente não gosto de cozinhar, mas amo comer, meu marido cozinha divinamente pra minha sorte, rs.
    Fiquei com água na boca com a receita do risoto.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Hum que delicia de sobremesa....hummmmmmm



    abraços

    ResponderExcluir
  8. Helô, essas suas receitinhas são de enlouquecer! E fica tudo tão lindo!
    Preciso te contar que fiz a gelatina colorida lá em casa. Na verdade foi a Giovana quem fez e ficou toda orgulhosa oferecendo a sobremesa aos convidados!

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Que coisa mais tão boa e em pouco tempo pronta! beijos,chica

    ResponderExcluir
  10. Ai, Helô...

    Eu precisando fazer regime e você postando essas delícias... Parece bom demais!

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Heloísa,
    Em primeiro lugar, fiquei com inveja do calor... aqui está frio e chuva :(
    Mas logo, logo vai chegar a Primavera.
    Concordo com você que não é preciso muita "trabalheira" para fazer uma comidinha gostosa e com bom aspecto. Comeria tudo o que mostra com a maior satisfação. Gostei muito do risoto, mas fiquei de olho foi na sobremesa...
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Jogo no teu time ! Adoro cozinha rapida e gostosa ... o marido gosta de coisas complicadas e elaboradas. hahahahahahaha
    Vez por outra eu cozinho, mas a maior parte do tempo nos finais de semana ele gosta de ser o maestro da sinfonia dos sabores.
    bjs

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.