quinta-feira, 15 de setembro de 2011

"Esses Amores"




Música, cinema, leitura. Quantas coisas boas ao nosso alcance, e que nos dão preciosos momentos de lazer e prazer.
E, mais uma vez, o cinema me fez viver horas valiosas.
Fui assistir “Esses Amores”, de Claude Lelouch, e saí do cinema absolutamente encantada.
O filme é vibrante, e nele o diretor mostra todo seu amor à arte cinematográfica. Encaixa na história fatos importantes do cinema, homenageia em rápidas passagens os diretores que admira, mostrando cenas dos seus filmes na tela do cinema que faz parte do roteiro, e termina por homenagear os atores que com ele trabalharam em outras obras, por meio de closes no final do filme.
“Esses Amores” tem um ritmo bem diferente da maioria dos filmes que tenho visto. É quase que um turbilhão de personagens, apresentados no início do filme, e que vão se cruzar com Ilva, a principal personagem. A história é contada com muita criatividade e paixão, e passa-se, em grande parte, durante a 2ª guerra mundial.
Permeando a história, e acompanhando todo o turbilhão de personagens e fatos, está a maravilhosa trilha sonora, que vai de Rachmaninoff, com seu Concerto nº 2, até as deliciosas canções Stormy Weather e Que reste-t-il de nos amours.
É impossível sair do cinema sem um completo ar de satisfação, e sem repetir mentalmente as melodias tão gostosas.

Não resisto a deixar, aqui, as referências das maravilhosas músicas.







Concerto nº2 de Rachmaninoff, com Nelson Freire





13 comentários:

  1. Tu tens sempre o poder de nos deixar com água na boca. Deve ser lindo mesmo! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Helô,
    Preciso ver correndo este filme.
    Vou procurar se está passando por aqui ou buscar na Sky HD.
    Deve ser mesmo maravilhoso.

    E olha, você vai gostar muito do vídeo que deixei lá hoje. um verdadeiro achado.

    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  3. Helô,

    As artes nos oferecem tantos motivos de felicidade, não é mesmo? fiquei doida para ver este filme!

    Beijoca e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, pelo jeito o filme é bom mesmo! Eu ultimamente só assisto filmes infantis, rs.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. O Helô,
    Adorei a postagem. Você tem razão quando diz que "Música, cinema, leitura. Quantas coisas boas ao nosso alcance, e que nos dão preciosos momentos de lazer e prazer."
    É isso aí.
    Bom fim de semana pra você,
    Bj,
    Lylia

    ResponderExcluir
  6. Helô,
    Fiquei também com água na boca!
    Bjs,

    ResponderExcluir
  7. Que maravilha, Helô, vontade de correr já para o cinema!

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Que delícia, quero ir! E pelo visto todo mundo! A resenha contagiou todas... beijos,
    Pri

    ResponderExcluir
  9. Adoro alguns clássicos do cinema, Helô! E gosto muito quando blogueiras que admiro indicam filmes! Sou viciada em filmes, mas prefiro cinema europeu e filmes americanos independentes. Não gosto dos blockbusters, com raras exceções. ótimas dicas! Bjs!

    ResponderExcluir
  10. O tipo de filme que gostarei, sem dúvida. Embora tenha algumas restrições ao cinema francês. Mas adoro a língua e este, particularmente, me interessou.
    As músicas são lindas.
    "Que reste-t-il de nos amours" é uma das minhas preferidas. Lembrei-me de Sacha Distel.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Grata por sua postagem, rodei a internet toda atrás da trilha deste belíssimo filme.....vc sabe onde posso encontrar todas as músicas? Abraços,
    Mariana.

    ResponderExcluir
  12. A trilha sonora é sensacional!!!Excelnete filme , Vale muito a pena!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.