segunda-feira, 28 de maio de 2012

São Paulo - Cultura para todos






São Paulo é uma cidade incrível, em termos de programação cultural. Há programas para todos os gostos, todas as idades e condiçōes.
E o incrível, também, é que todos os locais sempre se encontram lotados. Em muitos casos, os ingressos devem ser providenciados com grande antecedência. 
Concertos, exposições, shows, balés, cinemas, teatros ... 
Há público para todos.
Pesquisando, ontem, em um guia de programação semanal, encontrei programas interessantes e diferentes, entre os quais três exposiçōes para deficientes visuais: Sentir pra Ver, Galeria Tátil e Sentido. Todas permitem que as obras expostas sejam apreciadas pelo tato. Na exposição Sentir pra Ver, diz o guia que a exposição também pode ser conferida por quem não seja deficiente visual, bastando solicitar um tapa-olhos.
Na Galeria Tátil, que exibe esculturas, o percurso do visitante deficiente é orientado por um piso tátil.
E, na semana, também aconteceu uma sessão especial de cinema para deficientes visuais, em uma sala do Reserva Cultural, na avenida Paulista. Eu estava lá, para assistir Habemus Papam, quanto pude constatar a quantidade enorme de deficientes que iriam assistir,   numa sessão especial, com audiodescrição, o filme Hasta la Vista: Venha Como Você É, que gira em torno de três jovens deficientes.
Também encontrei, no guia, programas curiosos, como um organizado pela Galeria Matilha Cultural, para lazer de cães e seus donos, o evento Pra Cachorro, compreendendo circuitos para os cães (agility, prova com obstáculos), "cãominhada", desfile de cães para adoção, e oficinas variadas para os donos dos animais.
É, São Paulo é mesmo incrível. 
Como li numa revista semanal, a cidade "é a primeira opção para sediar os eventos mais importantes do calendário cultural do país. São mais de 90 mil por ano, sendo um a cada dois minutos" (Isto É, 23/05).
No último mês fui a quatro exposições em São Paulo, entre as quais a dos painéis Guerra e Paz de Portinari, no Memorial da América Latina. Exposição maravilhosa, com característica de oportunidade única, pois os painéis, doados à ONU, pelo governo brasileiro, ficam localizados no hall de entrada da Assembleia Geral em New York, em local de acesso restrito. Diante de uma grande reforma no edifício sede da ONU, surgiu a oportunidade de pleitear a vinda dos painéis para o Brasil, para exposições até agosto de 2013, sob a responsabilidade do projeto Portinari e apoio do BNDES, Ministérios da Cultura e das Relações Exteriores, e da ONU.  
Os Painéis, imensos e impactantes, já foram expostos no Rio e em São Paulo e, com certeza, deverão seguir para outras capitais, até seu retorno à ONU.




Não consegui fotos dos painéis por inteiro. Cada um tem 14 metros de altura, por 10 metros de largura. Fotografei-os em partes, e cada uma delas é uma obra completa. Acima,  cores vivas e alegria: Paz. Abaixo, a tristeza e o sofrimento: Guerra.




Além dessa exposição, a que mais me marcou nesse mês, foi a "Imagens de uma vida", com obras de Modigliani, no MASP.
E me marcou porque foi a primeira exposição que visitei com a netinha Isadora, em um museu.

                                                      Isadora, à esquerda, e Luiza.

Ela e sua amiga Luiza ficaram encantadas com os desenhos a lápis, e com as pinturas em tela. Logo no início, ao verem um retrato feito com lápis, soltaram "ós" de admiração. A Isadora, com um telefone de sua mamãe, começou a fotografar as telas, até ser avisada que as fotografias não eram permitidas.
Foi uma primeira experiência, muito positiva.
E isso é algo que também chama minha atenção em São Paulo. Além do grande número de pessoas, nos vários eventos, encontramos nas exposições, e nos museus, muitos jovens, e também crianças acompanhadas por seus pais.
É admirável!



8 comentários:

  1. Quanta coisa legal para fazer!

    Só fica em casa paradinho quem quiser.

    Lindas programações mostraste aqui e agitar culturalmente, faz muito bem!!

    Obrigado pelo carinhos, desejo uma semana linda!

    beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Que post mais instrutivo! Sou paulistana da gema e aprendi muito através do que você escreveu. São Paulo me fascina, mesmo sendo daqui! As fotos ficaram lindas Heloisa! Mesmo não pegando o painel inteiro, você fotografou-as muito bem. Beijos e boa noite! Paula

    ResponderExcluir
  3. As artes mais lindas de SP são essas menininhas!
    Mas vou ver se ainda dá tempo para a exposição do Portinari!
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Helô!
    Por estas e outras eu amo tanto São Paulo. Também sou louquinha por estas exposições e, embora o Rio também faça, S.Paulo ganha disparado em atrações artísticas e público variado frequentando.
    Como está lindinha a Isadora curtindo este passeio cultural.
    Não vejo a hora de voltar a passear por aí.
    beijos, muitos, cariocas

    ResponderExcluir
  5. São Paulo é fascinante nesse sentido, Helô, também gost muito desses programas, apesar de fazer tempo que não vejo exposições.
    Bjs,

    ResponderExcluir
  6. Oi Helô, desculpe a ausência viu, tô na maior correria. Mas sempre que posso venho aqui, adoro.
    Acredita que nunca fui num museu, antes aqui em Curitiba não tinha um bom, só um pequeno e nunca tive curiosidade de ver, agora tô querendo ir no museu Oscar Niemayer, dizem que ótimo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida, Helô,

    Depois de dias de trabalheira e estresse com a mudança, eis-me de volta à blogville, rsrs. Já estava com saudades, viu?
    Eu já disse e tenho que repetir: você sabe como desfrutar de um lazer instrutivo e prazeroso, rsrs.
    Adoraria ver de perto estes belos painéis, que preciosa oportunidade!
    São Paulo realmente é uma cidade cheia de atrações ligadas à cultura, para mim é sempre um prazer estar aí.

    Beijo e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida Helô
    Vc mostrou um lado muito bom de SP...
    Parabéns!!!
    Nos incentiva a visitar...
    Bjm de paz

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.