segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Selinhos e desafios

Recebi alguns desafios, por parte de queridas amigas blogueiras, assim como um selinho, que também envolve certo desafio.
De imediato, entrei no blog das amigas, agradeci a lembrança e disse que logo os cumpriria.
Contudo, o tempo foi passando, e eu não enfrentei os desafios. Daí, pensando sobre o assunto, cheguei à conclusão de que minha resistência tinha explicação.
Antes de mais nada, quero deixar claro que adorei ter sido lembrada por minhas amigas e que, num primeiro momento, realmente pensei em cumprir as obrigações dos desafios.
Acontece o seguinte: parece que essa situação dos desafios é meio semelhante a aquela das correntes, que costumamos receber por e-mails, e que eu nunca passei adiante (embora algumas fizessem ameaças fortes, para quem as ousasse quebrar).Felizmente, os desafios não contêm ameaça, mas da mesma forma que as correntes, devem ser passados para 5, 8 ou10 pessoas, e a coisa vai aumentando numa progressão incrível. De repente, estamos com 2, 3 ou 5 desafios para cumprir, tendo que passá-los para outro tanto de pessoas.
Não sei se estou conseguindo me explicar, mas não me sinto muito à vontade com essa situação.
Por esse motivo, peço mil desculpas às minhas amigas, mas terei que passar ao largo dos desafios. Penso que meus sonhos, minhas “manias”, ou hábitos, e dados aleatórios sobre minha personalidade, já estão sendo revelados aos poucos por meus textos. Assim, de certa forma, elas já estão sendo atendidas, por via indireta.
Por favor, me entendam. A lembrança de vocês foi maravilhosa, mas eu é que tenho dificuldades para esse tipo de coisa.
Por último: eu mesma, logo no início do meu blog, cheguei a criar um selinho e enviei para duas amigas queridas. Na época, ainda não havia percebido essa febre de selo, e ele foi criado para resolver uma situação desagradável que havia sido desencadeada por um “selinho suspeito”. Minhas amigas conhecem bem o episódio.

8 comentários:

  1. Oi, Heloísa. Confesso que eu também adoro mencionada em outros blogs, mas nunca adicionei selinhos e nem fui adiante com os desafios. Com o tempo, as pessoas pararam de me mandar... Não sei se é bom ou ruim. Mas não vou mudar por causa disso.
    beijos, boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Heloísa, eu compreendo perfeitamente e não cobro ninguém.
    Também sempre detestei correntes ameaçadoras e nunca enviei para ninguém. Os desafios são isso mesmo, a pessoa só faz se quiser. A coisa mais importante da blogosfera é a liberdade, não é? Acho que devemos mantê-la e ninguém inteligente fica chateado por outro não responder ao desafio.
    Um abraço do outro lado do Atlântico.

    ResponderExcluir
  3. Helô, vc está corretíssima! Aqui vc deve expressar o que sente e o que deseja, e, nós temos que respeitar.
    Um beijos

    ResponderExcluir
  4. Heloísa, voltei e vim agradecer os votos de boa viagem. Visitei os pais e encontrei os problemas relativos à idade, que nós bem conhecemos, mas pudemos matar as saudades.
    Gostei bastante desse comentário sobre os selinhos. Recebo vários, agradeço todos, repasso alguns e não coloco nas laterais do blog, porque quero um visual clean. Entendo sua opinião e acho louvável seu posicionamento.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Heloisa,bom dia para si.
    Obrigada pela sua visita.Gostei.
    Eu entendo o k diz.Às vezes cumpro.Outras ñ! Adoro selinhos...
    Dão-me e coloco.Mais difícil é escolher Amigos para desafios.
    Mas a Heloísa é uma pessoa tão doce,k as pessoas devem compreender também a sua posição.
    Bom fim de semana.
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  6. Heloisa,
    Que blog encantador, parece um livro bom, daqueles que a gente deixa ao lado da cama sempre, para ler e reler.
    Textos deliciosos, histórias e lições, dicas e delicadezas !!!
    O máximo.
    Parabéns !
    Quando der visite meu blog também :

    http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

    Beijo !
    Solange Maia

    ResponderExcluir
  7. Querida Heloisa, obrigada! Depois, pretendo colocar umas fotos no blog. Beijão!

    Você não respondeu a pergunta...

    ResponderExcluir
  8. Helô, tenho a maior empatia pelo que tu escreveu. Me solidarizo e entendo completamente o que tu falas.

    bjos queridos pra ti!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.