sábado, 28 de fevereiro de 2009

Sobre livros

Há poucos dias postei uma foto com vários livros, aguardando em fila de espera para serem lidos. Pois bem. Acabei de ler dois: A menina que roubava livros, de Marcus Zusak, e Fazendo as malas, da Danuza Leão.
Que pena! Não gostei de nenhum dos dois.
A menina que roubava livros esteve, e está, há várias semanas entre os livros mais vendidos. Nunca me impressionei com esse tipo de coisa, e mais uma vez fiquei com a sensação de que, às vezes, remo contra a maré. O livro é lento, cansativo, não conta nada de novo, e discorre sobre o já conhecido de uma forma sem qualquer atrativo. A não ser que se ache interessante ter a “morte” como narradora da história, que se passa na Alemanha, durante a 2ª guerra mundial.
Já em relação ao “Fazendo as malas”, até estava com uma expectativa boa. Adoro viajar. Havia gostado do livro “Quase tudo”, da mesma autora, e pensei que talvez fosse uma leitura agradável sobre lugares em que já estive, e que adorei. Nada disso. Mas para uma coisa serviu: para me lembrar que há algum tempo não vou a esses lugares maravilhosos e que devo tentar voltar, logo que possível.
De uma coisa eu tenho certeza: minha viagem será diferente das descritas, pois cada pessoa organiza sua viagem conforme seus interesses, enxerga-a com seus olhos e sente-a com suas emoções.
Agora é seguir com a leitura dos demais livros, e torcer para gostar.

10 comentários:

  1. Querida Heloisa, vc é uma das poucas pessoas que não gostaram da "Menina que roubava livros", todo mundo gostou, menos eu e você!

    Comprei o livro e comecei a ler acreditando que ia gostar. Achei chato e, principalmente, muito mal traduzido. Me irritou! Parei ao fim das primeiras 30 páginas.

    Quanto ao da Danuza, ainda não li. Mas li a biografia, que é muito boa, "Quase tudo".

    Bj!

    ResponderExcluir
  2. Heloísa,

    Eu também não me deixo influenciar pela lista de mais vendidos, nunca me preocupei com isso pois não há nada que garanta que o livro é bom só porque vende bem. Sua experiência deixa isso bem claro, não é o fato de vender bem que faz um livro ser bom. As vezes vende bem pois a editora é grande e anunciou ou fez um bom lançamento, porque o autor é famoso ou algum crítico fez uma boa crítica.

    Mas vale a pena ler, mesmo quando não é nada muito sensacional.

    Beijos e boa semana,

    C.

    ResponderExcluir
  3. Oi Helo,

    adorei seu comentário lá no bloguinho, obrigada:)

    que legal saber que tem uma vovó blogando, super bacana isso!

    Vc nao gostou da menina que roubava livros?? aaahh, eu gosto, acho bacana e emocionante, mas entendo qd vc diz que rema contra a maré, eu tbm sou meio assim, geralmente tudo o que o povo gosta eu acabo nao gostando :)

    um bj pra ti e ótima semana!

    ResponderExcluir
  4. Que pena que não gostou, é uma decepção né. Me indicaram um livro " O Perfume", nossa horrivel, fui lendo até o final para ver se melhorava mais não teve jeito, fiquei pensando como uma pessoa pode gostar de um livro tão ruim, não indico para ninguém.
    Espero que os outro sejam melhores para compensar.
    Adoro ler mais não tô tendo muito tempo, criança pequena já viu né.
    Beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  5. É tão chato quando temos muita espectativa em relação a um livro e depois é uma decepção. Sabe que eu não consigo ler livros que não gosto? Simplesmente deixo de lado.
    Para mim ler tem que ser um prazer!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Valéria,
    Já percebi que, em muitas coisas, temos gosto igual.
    Até nossos blogs, no início, tinham lay-out igual.

    Claudia,
    É verdade. Essa história de mais vendidos decorre de muitas coisas, principalmente de uma boa assessoria de comunicação.

    Nina,
    Obrigada pela visita. Apareça sempre.

    Simone e Isabel,
    Algumas vezes eu insisto na leitura, para ver se vai haver alguma melhora, principalmente nesses casos em que "todo mundo gostou".
    Outras vezes, eu logo encosto o livro.

    Beijos para todas

    ResponderExcluir
  7. Ola Heloisa querida,
    Não li estes livros, e agora com estas referencias, não vou mesmo. Detesto livros "lentos" como vc disse, que não nos acrescentam nada de novo.
    Valeu a dica!! Com relação a viagens...adoro viajar!! Conhecer lugares novos ou revisitar outros ja vistos, sempre tem algo novo!
    Muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Helô, Que bom que vc voltou a ler seus livros. Também adoro ler, mas, depois da Giovana, quase não tenho tempo, e quendo consigo ler algum, é sobre educação infantil. Mas, uma boa leitura é uma delícia, faz viajar. Pena vc não ter gostado, mas os próximos serão melhores.
    Beijos pra vc, Pri e Isadora.

    ResponderExcluir
  9. oi vovó!
    quanto tempo!
    É a Ma do blog da Pri... q saudades... aconteceram e estao acontecendo tantas cosas na minha vida mas tudo esta bem...
    passe aqui para matar a saudade ...
    Eu acho q mesmo qdo a gente nao fgosta de um livro ele acaba sendo valido pq a gente reflete o motivo pel qual noa gostou e isso faz a gente se definr mais um pouco... é muito valido! nao é? mas tudo que gostamos realmente é mais prazeroso, mas nem tudo na vida é assim.. livros tb nao...

    No começo do ano mandei um email p Pri contando sobre o nascimento do meu livrinho.. publicadinho, lançadinho! foi uma alegria... mas acho q ela nao recebeu... pq nao tive respostas...

    Vovó... eu ja tenho um filho e ja publiquei um livrinho... me falta somente a arvore! ehehe! ms quando criança ja plantei algumas, mas ainda desejo fazer isso por consciencia ecologica... um dia faço...

    tenho mais algumas novidades para contar, mas prefiro que seja por email... se quiser, passa la no eu blog!

    admiro e me lembro sempre de vcs!

    bjos em todas vcs tres!

    Com amor,

    Mari

    ResponderExcluir
  10. Heloísa,
    acho que nao vale mesmo a pena gastar tempo com livros chatos ou pretensiosos, quando há tantos bons nos esperando. Quanto a Danuza, acho-a muito irregular, mesmo na coluna da "Folha". Seguramente esse novo livro nao pretendo ler!
    Beijo
    Cecília

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.