sexta-feira, 22 de maio de 2009

Torta com sabor da infância


No último dia das mães, resolvi festejar a data resgatando uma torta de bananas, que minha mãe fazia para servir de sobremesa à sua turminha.

Para isso, obedeci a um verdadeiro ritual. Lembro que a torta era feita numa travessa branca bem grande e, como eu não tinha nenhuma travessa assim, pus-me a campo para encontrar uma semelhante.

No supermercado, onde usualmente faço compras, encontrei uma linha de travessas que poderia servir. Só que elas continham a seguinte gravação: forno de microondas e máquina de lavar-louça. E a torta, em questão, deveria ir ao forno convencional. Daí, fiquei preocupada com a possibilidade da travessa rachar no forno, comprometendo o resultado. Procurando bem, encontrei uma da mesma marca, em tamanho pequeno. Preço menor, achei que valeria a pena comprá-la para um teste. Foi o que fiz.

Com a travessa, bananas, ovos e açúcar parti para o teste, ganhando, assim, uma sobremesa extra no dia.

A travessa suportou bem o forno. Voltei ao supermercado e comprei a maior, usada com emoção e “sucesso” no almoço do dia das mães.

Ei-la, saindo do forno.



E agora, depois de cortada.



Algumas comentaristas, e amigas, ficaram interessadas na receita, e essa é a razão desse post.

Como não tinha registro escrito da torta, precisei pesquisar a receita na memória da meninice. A torta é muito simples e saborosa, e o mais importante é que tem sabor de infância.

Vou chamá-la de:

Torta de Bananas da Dona Norma

8 a 10 bananas brancas (também conhecidas por bananas prata)

6 ovos

18 colheres (de sopa) de açúcar.

Cortar as bananas em fatias ao comprido, e fritá-las em óleo quente, colocando-as uma ao lado da outra em travessa ligeiramente untada com manteiga.

Salpicar as bananas fritas com canela em pó (opcional).

Separar as claras das gemas.

Bater as gemas na batedeira, muito bem, com 6 colheres de açúcar, para fazer uma gemada. Cobrir as bananas fritas com a gemada.

Em seguida, bater as claras em neve, colocando, aos poucos, as 12 colheres de açúcar restantes, para fazer um suspiro. Para cada clara, duas colheres de açúcar. Espalhar o suspiro sobre a torta.

Levar ao forno pré-aquecido até o suspiro ficar dourado, e a gemada cozida. Nessa quantidade, para uma torta bem grande, deixei no forno por 20 minutos, aproximadamente.

A banana também pode ser a banana-da-terra que, quando frita, não solta água. Banana nanica não serve, mas pode ser utilizada, em calda de açúcar queimado, para a outra versão de Torta de Banana com Suspiro.


21 comentários:

  1. Helô, vou tentar fazer esta sobremesa neste fim de semana. Depois conto como ficou.
    Beijos e Bom Fim de Semana!

    ResponderExcluir
  2. unnn ,que delícia !! Receitas de avó tem um gosto especial !!
    Vou fazer essa receita ,,beijão e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  3. Delícia!!!
    É a segunda receita com banana que me deixa aqui babando que vejo hoje.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Estou para experimentar qualquer coisa assim em breve :) Tem bom aspecto!

    ResponderExcluir
  5. Oi, to passando pra conhecer seu blog, e desejar bom fds

    bjs

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  6. Heloísa querida, essa torta realmente é uma delícia!!! Imagino o sucesso que fez no teu almoço de dia das mães... como ficou linda!!!
    Vou reproduzir em casa, quando tivermos alguma comemoração... tenho certeza de que a minha turminha irá adorar..
    Beijo grande,

    Mari

    ResponderExcluir
  7. Heloísa
    Pela minha parte, obrigada, já que fui uma das pessoas que pediu a receitinha.
    Esse doce deve ser mesmo maravilhoso! Aqui não poderíamos chamar de torta, pq a nossa torta é o vosso rocambole!
    Mas seja lá qual for o nome que lhe dê, pode ter a certeza que vou experimentar logo que possa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Ai, que delícia!
    Minha mãe fazia diferente, mas acho que nem ela lembra mais coo é.
    Vou copiar a sua mesmo.
    Valeu!
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  9. A simples menção à travessa branca grande me fez lembrar de que minha mãe tem uma, que foi herdada da mãe dela, muuuuito antiga. Ela me ofereceu, mas era muito pesada e fiquei até com dó de trazer. Acho que lá terá mais utilidade, quando a família grande se reunir.
    Mas essas bananas com suspiro são ótimas, receita antiga, mas que vale a pena fazer.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Huuuummmm, minha boca encheu d'água! Obrigada pela receita, Heloísa. Não sabia que o creme era como de gemada. Achava que levava leite codensado.

    Vou fazer e conto como ficou.

    bjs e bom fim de semana : )

    ResponderExcluir
  11. Que aspecto delicioso eu gostava de experimentar mas essas bananas que fala penso que cá náo há será que posso fazer com outras bananas?
    Beijo e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  12. Patrícia,
    A receita é muito simples. PAa fazer menor, é só diminuir os ingredientes proporcionalmente. Depois me conta.

    Andrea,
    Você vai gostar.

    Luciana,
    Doces com banana são muito gostosos, não?

    Ameixa,
    Que luxo. A mestra cuca vai experimentar minha receita!

    Dri Viario,
    Obrigada. Apareça sempre.

    Mari,
    É mesmo muito gostosa. Você pode fazer em tamanho menor, como sobremesa do dia a dia.

    Cláudia M.
    Fiquei honrada com o pedido. Acho que, por aqui, não temos muita rigidez em relação ao nome das tortas. Podem ser como essa, com suspiro, podem ser feitas com massa e recheio, ou podem ser tortas musses.

    Beth,
    De repente, a que a sua mãe fazia, é a outra versão que eu comentei : doce de banana em calda, creme de baunilha e suspiro. Uma delícia.

    Gina,
    Que interessante sua mãe ter uma travessa dessas.

    Gabriela,
    Não sei o nome das bananas aí em Portugal. Você precisa de uma banana que fique sequinha, ao ser frita.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Isabella,
    Eu que tenho que agradecer por seu interesse.
    Depois me conta mesmo, hein?
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Que delícia de sobremesa! E adorei o seu blog! bjinhos

    ResponderExcluir
  15. Ai que delícia, Helô
    Coincidência, hoje apareceu no Estrelas a Juliana Paes fazendo uma Cuca de Banana que deve ser ótima tbém...
    bjos queridos pra ti!
    ( Vou correndo fazer uma cuca, acho que é um sinal. hehehe)

    ResponderExcluir
  16. Helô,

    Eu amo essa torta. Minha mãe sempre fazia quando eu era criança. Totalmente sabor de infância.

    Estrou preparando umas dicas para você, não esqueci não, é que este fim de semana está muito corrido.

    Beijos,

    Claudia

    ResponderExcluir
  17. Regina Pinheirodomingo, 24 maio, 2009

    priminha, ESTA TORTAAAA!!!!
    Mamãe, que copiou muita coisa da Norma, recheou nossa mesa com a receita. Grata recordação...beijocas
    regina

    ResponderExcluir
  18. Caraca! Além de gostosa a torta é linda!

    Obrigada pela generosidade de compartilhar a receita, querida Heloisa.

    Um beijo e uma ótima semana para ti.

    ResponderExcluir
  19. Oi Heloísa,
    Que delícia de torta de banana! Huum, está de dar água na boca! E olha que deve ter sido degustada com muito prazer mesmo. Vou tentar fazer aqui em casa. Aí conto para você o resultado...
    Kisses

    ResponderExcluir
  20. Puxa aqui em casa minha mãe fazia sempre quando vinham meus primos de Goiania e também minha avó pra todos nós em SP. Sobremesa sempre muito apreciada e lembrança de infânica mesmo!

    ResponderExcluir
  21. Era esta receita mesmo que estava procurando... minha mãe fazia e meu pai adorava!!! A única diferença é que minha mãe colocava um pouco de vinho do porto na gemada.
    Já fritei as bananas e estava em busca da quantidade de ovos e acúcar. Vou terminar já!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.