domingo, 6 de junho de 2010

Volta da mulher natural?


Lendo a Folha de São Paulo do último dia 31/05/2010 tive a atenção chamada para o seguinte texto:” Hollywood agora quer mulher natural”.

Nele, Laura M. Holson diz que num determinado setor os executivos estão contratando mais “atores e atrizes de aparência natural vindos da Austrália e do Reino Unido. Isso porque as candidatas de curvas fartas e aparência jovem pouco natural que comparecem aos testes em Los Angeles sofrem de um excesso de mesmice”.

Achei interessante essa expressão “mesmice”. É nela que penso quando, acompanhando uma reportagem social numa revista ou num jornal, vejo em todas as fotos jovens com aparência absolutamente igual: cabelos lisos e compridos, quase todos com o mesmo comprimento e corte. Às vezes parece que estamos diante de uma "linha de produção".

E essa “mesmice” também aparece no “modelo” feminino do corpo e até no feitio dos lábios. Silicone ali, ácido hialurônico aqui. E diante das ruguinhas, botox aqui e ali.

Mas parece que isso está cansando.

Será?

Bom, pelo menos já se percebe algumas atitudes que contrariam esse “modelo fechado” de mulher.

Já são admitidos os cabelos ondulados, ou cacheados, e já existem estilistas fazendo moda para mulheres reais, ou para mulheres "gordinhas" (?).

Moda para "cheinhas" e recusa de candidatas "plastificadas" na indústria do cinema.


Será, mesmo, a volta da mulher natural?



Foto daqui. Modelos de Elena Miró.

25 comentários:

  1. OI Helô, tudo bem?
    Estou meio sumida, daqui 3 semanas chega minha mãe e estou cuidando até os minimos detalhes... quero agradá-la.
    Helô que notícia boa essa, mulher tem que ter curvas, aquela magreleza que estavamos acostumados a ver dá pena.
    bjuss e otimo domingo

    ResponderExcluir
  2. Os desfiles de moda estão hoje mais parecendo aquelas pobres crianças de Biafra.Um horror! Toimara volte a naturalidade.As modelos mesmas agradecerão!beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. A moda é uma escravidão e o que se faz - ou deixa de fazer - pra estar com determinado padrão, é absurdo.
    Como sempre, você levanta questões muito apropriadas à reflexão.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Adorei vc. ter falado nisso. Depois que passei a ter uns quilinhos à mais é que percebi o quão é injusto tanta "mesmice".
    Parabéns pelo post.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi, Helô,

    ótimo post, bem atual!

    Eu sou daquelas que busca estilo, e não, moda. E estilo é coisa muito pessoal, que nos diferencia da multidão e realça o que temos de único. Acho ótimo que mais e mais pessoas estejam percebendo que é o que nos diferencia que nos destaca!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Helô

    Vc tem toda razão quando fala em "mesmice", "linha de produção" das modelos. É como se as roupas fossem feitas só para aquele esteriótipo. Como se nós, mulheres naturais não existíssemos.

    A roupa é sempre mais bonita na vitrine porque o manequim é o mesmo.
    A coisa está mudando, mas ainda acho que muito lentamente.

    Excelente assunto.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  7. Sim, eu já tinha lido sobre isso: menos silicone, menos botox. Que bom, porque essa sempre foi minha opção, independente de estar na moda ou não... Viva a mulher natural!

    Beijos, querida Heloisa

    ResponderExcluir
  8. TENHO MEU PRÓPRIO ESTILO QUE SERVE AO MEU TAMANHO TENHO CERTEZA ME VISTO ADEQUADAMENTE!!!
    TENTO VESTIR 38 ,MAS MORRO DE DIETA É Ñ SAIO DOS 40 OU 42 SEMPRE
    ENTÃO ME CONSCIENTIZEI QUE ESTA SOU EU Ñ CONSIGO MUDAR ENTÃO ESTOU ME ADAPTANDO A ISSO E ESQUECENDO O RESTO!!!
    BJIM

    ResponderExcluir
  9. Espero que seja mesmo porque ver sempre a mesma coisa... cansa :)

    ResponderExcluir
  10. Uma excelente semana prá vc, querida amiga! E que o natural seja a nova moda!
    Bjão,

    ResponderExcluir
  11. Espero que sim!
    Por mais que tenhamos estilo e personalidade é muito ruim precisar comprar roupas e ver que elas foram feitas só para quem é magérrimo!
    E tantas meninas complexadas, infelizes, doentes porque não se enquadram nesse padrão... Muito triste!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Adorei o texto e o blog .Vou ficar por aqui visitando sempre.Por isso já estou lhe seguindo.Beijos

    ResponderExcluir
  13. Helô, acho que o mais importante é estar saudável, nem abaixo e nem acima do peso. Temos que lembrar que a maioria das pessoas estão "cheinhas" e a moda é só para as magrinhas. É bem complicado, mas acredito que aos poucos isso deverá mudar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu acho que elegante é você respeitar seu corpo e gosto, em vez de usar o que "todos usam". É extremamente chato, visualmente falando. Não sou uma escrava da moda, pelo contrário. Gosto de ver vitrines e tal mas só uso o que encaixa no meu perfil. E se não me valorizar, de que me vale aquele tal figurino? Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Eu acho que é só ameaça sobre a volta ao natural... A mania da magreza é o que parece sem volta! Infelizmente...
    beijos,
    Pri

    ResponderExcluir
  16. Tomara! Outro dia vi um ensaio de uma modelo "plus size", que na verdade tem as medidas de uma mulher normal. Lindíssimo o ensaio e a moça lindíssima também.
    Mas sou um pouco cética qaunto à isso. A magreza é uma imposição velada.
    Ontem assisti à um documentário sobre anorexia. Nossa, que coisa horrorosa...que doença triste.
    Gostei de suas observações sobre padronização da beleza parecer gerar uma "linha de produção" de mulheres iguais.
    Bjs, Elaine

    ResponderExcluir
  17. Que boa notícia saber que as modelos não precisarão ser escravas mais de uma exigência única que ja levou tantas a morte por doenças provocadas pela desnutrição por falta de comer, sem contar que se realmente houver essa mudança, talvez tenhamos mais oportunidade para andar na moda, pq os modelitos das magérrimas podem ser lindos, mais só para elas,e é dificil adequar muitos modelos a medida da mulher natural. valeu o post. beijinhos

    ResponderExcluir
  18. oi Helo... mto obrigada! depois volto com notícias....

    ResponderExcluir
  19. Bom dia Heloisa!
    Você abordou um assunto muito bom.
    Concordo com a sua opinião. E penso que há mesmo uum exagero nas produções de imagens. No fim, ficam todas iguis: nascidas muma mesma forma.
    Parecer mais natural é uma resposta mais inteligente.

    *Agora, parabéns pelo aniversário do blog.
    *A segunda coisa, obrigada pelo convite para visitar seu blog, com um comentário muito especial...


    Você usou uma das coisas mais importantes que um blogueiro pode deixar como marca na blogosfera: "Seu comentário" E agora vejo a resposta dele. Seu convite para quue venha conhecer seu blog. Obrigada pelo convite. E agradeço tammbém ao meu amigo virtual: Alessandro Martins. Que sempre afirma em seu "Quero ter um blog"- como você demostra um pouco de si mesmo, nos comentários que faz.
    E também à minha outra amigavirtual @Samegui, que considero muito e onde encontrou meu comentário.
    Nossa! Escrevi demais...quasw um post.Hehhe!

    Até mais!
    Anny(@Annyllinha)

    ResponderExcluir
  20. Olá Heloisa. Encontrei o seu blog através do blog da Iliane e adorei. Já estou te seguindo. Quando puder, faça uma visitinha no meu blog: www.nossacozinhadani.blogspot.com
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Heloísa, também acho que a magreza vai sempre existir, as meninas-modelos têm que parecer mesmo "cabides" para as roupas.
    Acho também que a mesmice impera, já reparei nessas fotos de mulheres-em-série.
    Até as roupas são parecidas. Entre adolescente, então, parece mesmo linha de produção. Adorei essa expressão.
    Calças jeans, cabelos escovados,"chapados", relógios iguais, mesmo número de pusieras,mesmo tipo de calçado...Parecem robozinhos andando pelos corredores dos shoppings.
    Como sou "cheinha", sinto falta de entrar em qualquer loja e escolher roupas. E olha que sou 44!
    Enfim, esse assunto dá margem a muitos posts.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Helô, engraçado te ler falando isso... Meus cabelos sempre foram muito escorridos, do tipo que não seguram nem uma fivela.
    Quando criança, eles chamavam a atenção. Hoje, todo mundo tem cabelo liso. Digamos, que eu "perdi" o meu diferencial.

    Agora, quanto aos quilinhos extras... acho legal essa moda de mulheres super magras estar passando. Não é nada saudável.
    Nós, mulheres naturais, sofremos na hora de scolher roupas projetadas pra esqueléticas.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  23. E viva a carne em abundância!!!! hahahahah

    adorei... beijos

    ResponderExcluir
  24. Ai, que bom!
    Ler isto nesta manhã antes de ir para meu sofrimento que é a ginástica, deu-me um certo alívio. hehe
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  25. Oi, querida,
    Estou passando por uma fase de sobrecarga de trabalho, mas não podia deixar de vir dar uma lidinha nos seus textos, rsrs.
    E, como sempre, valeu o tempo empregado na leitura, pois as suas reflexões são sempre inteligentes e sensíveis.
    Eu acho que mulheres e homens devem se cuidar. Mas isso é diferente de mascarar as nossas caracteríticas naturais
    através dos recursos estéticos existentes. O povo de Hollywood já exagerou tanto nessa arte, que se tornou piada para si próprio. Pelo menos é o que se viu em alguns filmes, como um em que a personagem da Goldie Hawn fica pedindo ao cirurgião plástico para fazer coisas absurdas, como injetar não sei quantas mililitros de ácido nos lábios dela, enquanto o homem fica tentando mostrar a insensatez disso, rsrs.
    Que venham as belas mulheres naturais!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.