quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Mãe duas vezes


Já escrevi sobre o tema, no dia 5 de junho de 2008, sob a forma de pergunta. Seria a avó, mãe duas vezes?
Há mais de um mês estou numa temporada de sentir “na pele”, no corpo e alma, o que é ser mãe duas vezes.
Minha filha voltou a trabalhar, diariamente, fora de Santos. Sai bem cedinho, e chega à noite. E, nessa semana, está trabalhando um pouco mais loooonge.
Minha netinha está comigo, em minha casa. Se por um lado é um privilégio (http://blogdavovohelo.blogspot.com/search/label/privil%C3%A9gio )poder acompanhá-la no seu dia a dia, por outro, “ufa”, haja energia. Aliás, acho que os votos de energia foram os que mais recebi, junto com os parabéns pelo meu aniversário. Energia no sentido de vitalidade, de “pique” para resolver as demandas de uma linda menininha de 2 anos e quatro meses.
Tenho vivido momentos deliciosos, que só o acompanhamento diário permite. Em contraposição, estou com olheiras e, digamos assim, cansadiiiiinha.
Agora há pouco, ela me pediu água. Enchi o copinho e ela, na mesma hora, "muito obrigada, vovó."
Outro dia fui limpar a mesa, porque ela havia deixado cair pedaços de bolo, e ela me perguntou quem tinha feito a sujeira. Eu falei: foi você, minha linda. A espertinha, com voz compungida, repetiu duas vêzes : desculpa, vovó.
E são várias gracinhas como essas, o tempo todo ( será que só a vovó acha?).
É pena que ela esteja numa fase em que não quer tirar fotos. Mesmo assim, consegui alguns flagrantes:

De pijama e com sapatos da vovó


Vamos escovar os dentes?


Vigiando o sono dos bonecos e bichinhos


Brincando com encaixes.

8 comentários:

  1. É vovó, realmente haja pique para acompanhar essas menininhas tão ativas né. Mas apesar da canseira tenho certeza de que o fato de estar com a Isadora no dia a dia te faz muito feliz e as forças são renovadas a cada sorriso, cada gracinha né, e ela realmente está uma gracinha, muito linda.
    A Nathalia também tá nessa fase de não querer tirar fotos, é um sacrificio conseguir uma pose, rs, mas a gente vai tentando, o que não dá é pra perder alguns momentos que as máquinas registram.
    Bjs e forças pra ti, e também pra Pri, porque não é fácil ficar longe do filho o dia todo e as vezes até tarde da noite né, estamos morrendo de saudade dela. Beijos pra vcs três!

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais fofa Nina.... quando era garotinha adorava andar para la e para ca com as camisolas e os sapatos da vovo....
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Ai, meu Deus, que coisa mais linda! As fotos ficaram ótimas! Espero que logo suas olheiras melhorem, e vc só viva a parte boa, pois um bebezinho desse dá trabalho mesmo!
    beijão às duas, está sendo ótimo poder vê-la todos os dias por skype - estou trabalhando na Venezuela essa semana!- e depois de amanhã estou aí com me bebê e minha mamã!
    pri

    ResponderExcluir
  4. Como a Isadora fica linda com os sapatinhos da vovó! Que menina mais lindinha!
    A minha mãe tb tomou conta da m/ filha a partir dos 3 meses, qdo eu regressei ao trabalho: as noites dela deixaram de ser sossegadas, pq eu na altura trabalhava num jornal, e saía mto tarde, então ela dormia em casa dos avós. Eu tento retribuir agora pra minha mãe, apesar de saber que, tal como vc, ela fez com todo o carinho.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  5. Tenho certeza de que está sendo maravilhoso para vcs duas ficarem juntinhas. O cansaço passa quando ouvimos as graçinhas que elas falam.
    Nossa! Como a Isadora está linda! Estava com saudades de ver as fotos desta princesa. Também fiquei muito feliz de saber que a Pri está retomando a vida normal. Desejo à vcs tudo de muito bom.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que linda que ela está! A minha Estela é uma mãe com as bonecas também. Faz igualzinho, dá comida, bota para dormir, ir para a escola. Não senta na mesa sem sentar os bonecos ao lado cada um com seu respectivo prato de comida. Um ritual diário e ela já vai fazer 9 anos.

    Não sei se quando crescer vai mudar, mas hoje é uma mãe exemplar. Eu adoro observar e incentivo a fantasia o tempo todo.

    Quanto mais infância melhor.


    Beijo, C.

    ResponderExcluir
  7. Queridas comentaristas,
    Obrigada pela participação.

    Claudia,
    Você tem razão : quanto mais infância, melhor.
    Tenho muita pena quando vejo as meninas de 9 anos agindo como moças.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Heloísa!Que delícia encontrar um blog que fale de avós e netos que,para mim,depois da minha Gabi que deve ter visto no meu post "Almas diferentes" são a maior riqueza e alegria de meus dias.Eu sou como você,uma idosa jovem,mas quando ghegamos ao tempo de saborear as jabuticabas vagarosamente para que não se acabem,nada como uma gracinha de neto para esquecer em que estágio estamos.

    Voltarei sempre,temha certeza!

    Um beijo para você e um especial para a Nina!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.