quarta-feira, 1 de abril de 2009

Ingenuidade


Amanhã embarcarei para Paris, em férias merecidas.

 Nossa, que coisa boa. Também quero ir!

1º de abril! Ha, ha, ha !

Eram brincadeiras desse tipo que marcavam o 1º de abril da minha infância, dia da mentira.

Sua blusa está suja.

Onde?

Aí atrás.

Não estou vendo.

Olha bem.

Depois que a pessoa se torcia para conseguir ver, lá vinha, quase gritado, o 1º de abril.

Era o dia em que se tentava enganar o outro, sempre com “mentirinhas” ingênuas. Todos sabiam que era o dia da mentira, mas bastava uma distração para se cair na mentira. 

E a comemoração por se ter conseguido enganar alguém também era ingênua. Resumia-se a falar 1º de abril com bastante ênfase e dar algumas risadas.

Não sei se esse costume ainda existe entre as crianças.

Mas seria muito bom se essa brincadeira das crianças se espalhasse, e as mentiras contadas por aí fossem ingênuas e limitadas a um só dia.

Não é o que se vê. Em muitos setores da sociedade, a mentira se institucionalizou. E, muitas vezes, é tão repetida, que acaba virando “verdade”. Triste, mas é verdade. E para isso, não dá para falar 1° de abril. 

 

11 comentários:

  1. Eu cai, acreditei que você ía a Paris, mas eu sou muito ingénua rsrs
    Agora mesmo a minha mãe ligou-me a dizer que o Sócrates (nosso Primeiro-Ministro) se tinha demitido. Eu disse logo, 1º de Abril! Era impossível o Sócrates pedir demissão!!!
    Aqui ainda mantemos essa tradição, crianças e adultos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Já soube que aqui na minha aldeia alguns adultos já andaram a contar mentiras uns aos outros e todos caíram he he

    ResponderExcluir
  3. Saudades dos tempos das mentirinhas de 1º de abril!
    Parece que temos que ultrapassar a ingenuidade, mas podemos fazer isso com bom humor.
    Helô, por favor envie um email para mlucampos@hotmail.com e assim poderemos trocar telefones.
    Kisses

    ResponderExcluir
  4. Heloísa'
    fizemos hoje o pudim de pão aqui em casa, seguindo passo a passo a sua receita. Ficou uma delícia e muito bonito. Pena não ter tido visita para oferecê-lo. MAS APESAR DA DIETA SABOREAREMOS CADA FATIA DELE. oBRIGADA.Pode começar a pensar na próxima receita. E não é primeiro de abril!
    Cecília

    ResponderExcluir
  5. Heloísa, para que não achem que é mentira, acho sempre bom lembrar que foi num dia 1º de abril o golpe militar que implantou a ditadura no Brasil, em 1964. Quando perceberam o erro na escolha da data, que dava chance a muitas piadas, os militares e civis golpistas começaram a tentar datar o fato como ocorrido no dia 31 de março. Tanto tentaram que muita gente foi caindo nesta mentira. Foi portanto num 1º de abril e, infelizmente, não se pôde dizer: "Mentira! 1º de abril! A ditadura durou mais de 20 anos!
    beijo Olguinha

    ResponderExcluir
  6. Minha filha sugeriu tardiamente que eu fizesse um post sobre o Dia da Mentira. Tudo meu é planejado com antecedência, logo...
    Legal você ter lembrado disso.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. HAHAHA! Perdi a oportunidade de pregar uma peça nos meus leitores... Mas tenho um bom motivo. Vai lá na Pausa do Tempo ver.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Queridas comentaristas,
    Quer dizer que só a Isabel caiu na minha mentira? Ninguém mais achou que eu estava indo para Paris?

    Olguinha,
    Então essa questão da data da revolução cai no caso das mentiras repetidas.

    Cecília,
    Bom saber que o resultado do Pudim de Pão não foi uma mentira, e que ficou muito gostoso e bonito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Heloísa, eu acho que acreditei por uns segundinhos... depois continuando a ler... se vc tivesse continuado, acho que acreditava mesmo!

    Eu não costumo dizer mentiras neste dia (só nos outros... eheh), pq nota-se logo que estou a mentir ("não levo jeito": fico corada, ou começo logo a rir, etc.). Já a minha mãe, prega cada mentira, que quase sempre caímos na esparrela.

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Heloisa, eu já ia dizer, ai que sorte - Paris!

    Eu até pensei numa brincadeira pra fazer com o meu grupo de mulheres mas não consegui bolar nada de bom...

    Meu filho de 5 anos "pescou" bem a idéia e ontem me dizia: eu não amo mais a mamãe! 1o de abril! E dava gargalhadas!

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Queridaaaaaaa!
    Um beijo com cheirinho das flores de pessegueiro aqui de Washington.
    Smacks!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.