quarta-feira, 15 de abril de 2009

Leite Derramado

Assim que tive notícia do nome do último livro do Chico Buarque, Leite Derramado, lembrei de um ditado que era muito repetido por minha mãe: não adianta chorar sobre o leite derramado.

Lembrei, também, que ela usava esse ditado mais como alerta, colocando no seu início uma chamada: depois não adianta chorar sobre o leite derramado. Com isso, queria nos dizer que deveríamos mudar nossa atuação, pois se continuássemos daquele jeito provavelmente o resultado não seria bom. E, daí, não iria adiantar chorar sobre o leite derramado.

Quando achava que estávamos sendo tolerantes demais com nossos filhos pequenos, dizia que “é de pequenino que se torce o pepino” e, em seguida vinha com o “depois não adianta chorar sobre o leite derramado”.

Chorar pelo leite derramado nada mais é do que é lastimar-se por algo que não pode ser recuperado, ou consertado, sendo que isso, em tese, poderia ter sido evitado se o comportamento tivesse sido diferente.

Seria o caso do estudante que não passa no vestibular porque não se dedicou aos estudos. Ou de pais que passam por dificuldades, porque não souberam dar limites para seus filhos. Ou de pessoas muito consumistas que acabam ficando com a vida financeira muito atrapalhada.

É verdade. Não adianta chorar sobre o leite derramado. 

O ideal é ter bastante atenção para evitar que o leite derrame. Mas, se ele derramar, o jeito é enfrentar a situação da melhor forma possível. Não dá para recuperar o que derramou, mas para alguma coisa deverá servir a experiência de se ter deixado o leite derramar.


 Quanto ao livro do Chico Buarque, li de um só fôlego os cinco primeiros capítulos. O texto flui de uma forma maravilhosa. Quando terminar a leitura, devo comentar algo sobre ele.

10 comentários:

  1. Heloísa, a crítica está muito boa sobre este novo livro do Chico Buarque, dizem que este é o melhor de todos que ele escreveu até agora. Ontem assisti Amores Parisienses, uma comédia romantica muito boa, adorei. Sou suspeita pra falar por que amo filmes franceses. Um grande abraço e obrigada pela visita sempre tão carinhosa. Beijosss

    ResponderExcluir
  2. Aqui tambem falamos essa expressão :) Tenho apenas um livro de Chico Buarque... "Estorvo"
    Fiquei curiosa com esse "leite derramado"!

    ResponderExcluir
  3. Tirar lições do leite derramado é quase tão importante quanto não deixar que se derrame...
    Pelo jeito o livro é bom mesmo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oi Heloisa no meu email os dois a são usados do nome e sobrrnome e quanto ao choco vou comprar urgente o libro beijos Pati

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada de Chico Buarque. Tenho que ler, porque eu adoro os poemas/canções dele.
    Vou esperar por sua crítica literária.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Heloísa, aqui tb usamos essa expressão "não adianta chorar sobre o leite derramado", mas mais no sentido do facto já consumado, e não adiantar chorar depois do mal já estar feito.

    Isso significa que a sua mãe é bem sábia, pq de facto é antes do mal acontecer que devemos prevenir...

    qto ao Chico Buarque, conheço a música, claro, mas livros não li nenhum.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Toda vez que colocava leite na leiteira e punha no fogão para ferver, fatalmente, ele fervia e derramava, mesmo que eu estivesse ali na frente, prestando atenção para que isto não acontecesse. Na hora "agá" me distraía e... pronto! Leite derramado no fogão e a necessidade de limpá-lo. Fui salva pelo microondas. Bom seria que na vida houvesse sempre uma saída assim, tecnológica ou não, para pararmos de derramar o leite!

    ResponderExcluir
  8. Acho que às vezes o leite tem que derramar mesmo pra gente aprender.

    bjos meus

    ResponderExcluir
  9. Sua definição é simples e verdadeira!
    Adorei conhecer seu blog!Voltarei mais vezes!E não deixe de comentar esse livro,ok?
    Nane

    ResponderExcluir
  10. Isso me anima a comprar o livro. Nunca li nenhum dele, mas gostei muito do filme "Benjamin" com o Paulo José e a Cléo Pires. Vc viu? É lindo...

    Dessa vez, fiquei com vontade de comprar. E vou assisti-lo na Flip. Depois me conta o que achou.

    Beijos,

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.