sábado, 4 de abril de 2009

Palavras na moda


Filha viajando a serviço, neta com a vovó.
Depois de um dia de brincadeiras, meio inadequadas para a vovó, fiquei me sentindo moída (será que esse termo ainda é usado?). E foi então que me lembrei de minha avó Olga, que quando estava muito cansada dizia que estava “descadeirada”. Nunca mais ouvi outra pessoa usar essa expressão “estar descadeirada”. Talvez alguma das suas descendentes ainda a usem, por força de herança. Mas é algo que saiu de moda.
Sim, palavras também têm moda. E, no caso, não estou falando somente da gíria, que varia no tempo e no espaço. Mas de palavras, que embora firmes no dicionário caíram em desuso.
Outro dia, em que estávamos recordando fatos do passado, um dos meus irmãos disse: “como eu era muito travesso ....” e parou. Daí, completou : Nossa, que palavra mais antiga!
Travesso, travessura, peralta, meirinho, brotinho, bacana, ranheta ... Inúmeras são as palavras que já foram muito usadas, mas hoje estão absolutamente fora de moda, tanto que a maioria das pessoas desconhece seu significado.
E em outros casos, as palavras até estão por aí, mas o que ficou fora de moda foi aquilo que elas expressam. Vocês conhecem alguma?

12 comentários:

  1. Aqui usa-se dizer que estamos moídas por não ter forças para nada, por doer o corpo todo. Eu digo isso quando fico com gripe e tudo dói :)

    ResponderExcluir
  2. Helô !!

    Q saudade !!

    Eu ando bem descadeirada ..rrss

    Há.;. acabei de ver o filme da Isa ..q linda !!!Vcs estão de parabéns !!!
    E a Pri como tá..?fale prá ela q ela faz falta !!!
    Logo faz um ano de blog nós duas !!

    bjoss

    bom findyy

    passa no liguba

    ResponderExcluir
  3. Heloísa, estou justamente escredendo um texto para meu blog por causa do tropeço em uma palavra há muito fora de moda (pelo menos, no Brasil. Não sei se em Portugal ela ainda está na ativa). Trata-se de brio, que gerou briosa. E tem outra palavrinha que para ser definida só mesmo usando ela própria: galanteza! Quer coisa mais galante do que esta palavrinha que dona Lazinha usava quando se encantava com os netos?
    beijos Olguinha

    ResponderExcluir
  4. Outro dia, me saí com... Supimpa! Lembrei do Nelson Rodrigues, que usava muitas gírias em seus textos, e essa era uma das mais recorrentes.

    Outra palavra ou expressão antiga que uso direto é "mas que budega!", como quem diz "mas que droga!" Budega é mais engraçado e bonitinho.

    Boa sorte aí com a netinha, uma boa semana para vocês. Beijão

    ResponderExcluir
  5. Ameixa e Bárbara,
    É isso aí. Moída, ou descadeirada, é quando a gente está mesmo cansada, sem forças.

    Olguinha,
    É verdade. Há muito tempo não ouvia falar em brio. E galanteza deve ser bem antiga mesmo. Acho que nunca escutei.Parece não ter substituta, não?

    Valéria,
    Supimpa! Que palavra antiga. com certeza você ainda não existia, quando ela era bem usada. Mas que é boa, é. Tenho um irmão que a usa muito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ótimo seu post! Você ficou "escangalhada". Espero que a netinha não tenha feito "pirraça" e te deixado "tiririca". Na verdade, sei que é um prazer ficar com ela, mas o que você queria era ficar de "flozô", fala sério! Tirando a palavra pirraça, acho que se você começasse a falar com a netinha nesses termos, ela não entenderia "bulhufas"
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Gina,
    Que incrível seu repertório.
    Agora, com "flozô" quem não entendeu "bulhufas" fui eu. Será que é algum termo local?
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Heloísa,
    Ficar de flozô é ficar sem fazer nada, à toa. Não sei se é um termo regional, mas sou filha de nordestino e pode ser que tenha escutado sempre e pra mim era normal...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi vovó, que legal esse post!
    Eu uso bastante o termo "descadeirada", rss.
    Minha avó costumava dizer que a gente estava "reinando" quando fazia alguma arte.
    Falamos também que meu cunhado é da época que se tirava "retrato", entre outras coisas. E a espressão "jóia", então?
    Ótimo brincar com essas palavras "antigas".
    Beijos pras 3.

    ResponderExcluir
  10. Angélica,
    Sua avó deve ser do tempo da minha mãe, que sempre usou "reinando". Quando as crianças estavam muito quietas, ela dizia que deviam estar "reinando": fazendo alguma "arte", ou "aprontando".
    "Retrato" foi uma boa lembrança. Eu sou desse tempo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Heloísa, lembrei de pão, usado pra dizer que um homem é bonito... O que tem a ver pão com beleza não sei mas acho que ninguém usa mais...

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Helô,

    Eu devo estar velha pois uso todas as palavras que você mencionou... Menos meirinho.

    Eu gosto de usar palavras antiguinhas pois acho elas muito divertidas e até ingenuas algumas vezes.

    Beijo,

    C.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.