sábado, 19 de setembro de 2009

Mergulho na beleza



Se tivermos bons olhos, sempre enxergaremos coisas bonitas, ou curiosas, ao nosso redor. A beleza sempre está por perto. Basta atenção, para enxergá-la.
Mas há ocasiões em que a beleza explode. Não há como não percebê-la, não há como não sentir emoção.
E foi isso que aconteceu quando visitamos a belíssima Catedral de Imagens, bem perto da vila “Les Baux de Provence”. Não se trata de um templo, de um lugar de culto à divindade, mas sim de um lugar absolutamente diferente, e que proporciona uma sensação de beleza total.
Essa “ Catedral”, na verdade, é uma gruta enorme em uma montanha de pedra. As escavações para obter pedras para a construção de casas resultaram, ao longo do tempo, num espaço fantástico : a altura da “catedral” é monumental, e suas várias paredes têm formas, posições e alturas diversas, todas muito grandes. E é nesse espaço incrível, que acontece um espetáculo com projeção simultânea de imagens em todas as paredes, e com fundo musical que casa perfeitamente com as projeções.
Nesse ano em que Picasso, considerado o gênio da pintura contemporânea, está sendo homenageado na Provence, o espetáculo é todo desenvolvido com base na sua obra. Tem a duração de 30 minutos, mas é ininterrupto. Pode-se ver várias vezes.
Quando se entra na “catedral”, já se sofre, de imediato, a explosão da beleza. Tenho até dificuldade para descrever o que se vê, e o que se sente. É como se estivéssemos mergulhados num mar de imagens e sons.
A apresentação de Guernica, com fundo musical austero, foi arrepiante. Os retratos de suas mulheres, os arlequins, as bailarinas, os períodos do neoclassicismo, dos cubismos, os períodos do azul e do rosa, o período da explosão de cores. Uma festa completa. Parabéns para Picasso, autor genial das obras que permitiram um espetáculo notável, parabéns para os compositores das músicas de fundo (pena que não possa nominá-los), e parabéns para os criadores do evento, G. Iannuzzi, R. Gatto e M. Siccardi.


Nossas melhores fotos serão colocadas posteriormente.
Aproveito para registrar uma obra linda do Picasso que vi no museu Grenet em Aix-em-Provence: o retrato de sua mãe . Foi feito quando ele tinha 15 anos, e consta que esteve com ele até o fim de sua vida.

10 comentários:

  1. A beleza está sempre por perto de pessoas generosas como voce, que compartilha com o coração esse maravilhoso momento que está vivendo!
    Fique avec Deux!

    ResponderExcluir
  2. Que maravilha essa viagem que você está fazendo. Um verdadeiro banho na alma. Banho de beleza e leveza. Meus parabéns à Helô Tur por além de programar essa viagem maravilhosa para você e seu marido, programar a viagem para nós também. Viajamos com vocês, conhecendo a França em todo seu esplendor. Meus parabéns e novamente BOA VIAGEM.

    ResponderExcluir
  3. Bonito demais, Heloísa. Mas nada se compara a estar aí, não? Parabéns pela sensibilidade de dividir com as pessoas. Faltou a música, mas podemos imaginá-la...
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oi, Helô!
    Que mergulho cultural vocês estão fazendo, heim!
    Uma viagem assim, curtindo momentos tão sublimes, deixa a gente renovado quando retorna.
    Estamos aqui acompanhando-os também nesta viagem.
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  5. Que lindo!!!!
    Obrigada por compartilhar!
    E que mais beleza lhe acompanhe, sempre!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, Heloisa, que beleza mesmo! E que post mais inspirado, amiga, vem uma energia muito boa de tudo isso que você está vivendo e a maneira como compartilha conosco!
    Obrigada e bisous...

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro grutas e religiosidade, as duas coisas juntas, então!...

    Que viagem maravilhosa, Heloísa! Que coisa boa! Obrigada por compartilhar com a gente. Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Tudo nesta vida é a forma que olhamos as coisas, né?

    bjos

    ResponderExcluir
  9. Até parece que fui com você! Estou tanta de tanta beleza!
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  10. OI Heloísa, tudo bem?
    Você está certissima, a beleza está nos nossos olhos, dentro do coração, ela vem de nós, e somos nós que enxergamos o que queremos enxergar.
    Bjusss

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.