terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Cinema saboroso


Já falei, em outras ocasiões, que adoro um bom programa de cinema. 

DVD, só se não tiver outra alternativa, pois gosto do ritual de ir ao cinema, e de assistir o filme sem qualquer interrupção, tipo campainha de telefone, ou alguma outra espécie de chamada.

Nesse último fim de semana vi um filme muito agradável: bons atores (especialmente a atriz principal), bom roteiro, filme leve e “gostoso”. Tão gostoso que muitos que o assistem saem do cinema direto para um “bistrô”, para passarem da degustação visual para a real.

O filme foi Júlia e Julie, que gira em torno da biografia de duas mulheres, que embora separadas por grande diferença de tempo e de espaço, acabaram unidas pelas aventuras na cozinha.

Júlia era uma americana que, por motivos profissionais do marido, foi viver na França no final da década de 1940. Havia deixado seu trabalho e estava em busca de algo diferente. Cedo, acabou por descobrir toda a riqueza da culinária francesa e, querendo transmitir isso às mulheres americanas, passou a se dedicar à elaboração de um livro de receitas. 

Julie, jovem de aproximadamente 30 anos, que vivia em New York, havia se mudado para um bairro que não a agradava, e exercia um trabalho burocrático que não lhe dava qualquer prazer. Certa noite ao provar um dos pratos da Júlia Child, fica motivada a aprender a cozinhar e resolve aceitar o desafio do marido: fazer todas as receitas do livro (mais de 500), no prazo de um ano, e ir relatando suas aventuras culinárias num blog.


As histórias da Júlia e da Julie correm em paralelo, muito recheadas de bons pratos.

No final, só não entendi como, depois de 500 quitutes ingeridos quase que diariamente, Julie conserva seu corpinho perfeito.

Ah! Acho que dá para ter uma pista: que saudades dos meus 30 anos, idade em que se come de tudo, sem que esse tudo se agregue ao corpo. Assim é fácil!

16 comentários:

  1. Adorei a tua última observação. rsrsrs É vero, aos trinta nada se agrega no corpinho, jás aos 40... sem comentários. rsrsrs

    Ontem a minha mãe me convidou pra assistirmos este filme. Deve ser muito bom mesmo. Bem leve!
    Boa dica. Vou lá sim!

    bjão

    ResponderExcluir
  2. Helô, estou louca para assistir a esse filme... também adoro um cineminha.
    Tenho ouvido várias críticas (excelentes) sobre ele... e a Meryl Streep, com certeza, é fabulosa.
    Bjo grande,

    Mari

    ResponderExcluir
  3. Estou querendo ver esse filme. gostei de saber mais detalhes.
    bj

    ResponderExcluir
  4. Me parece que esse filme combina com você... Mas eu não vi. O mais recente que vi foi "Lua nova" e meio que me arrependi... (muito bobo, um novelão. Só tem graça com a minha filha ao lado, e ela não estava na ocasião).

    Agora, eu quero ver o "Lula, filho do Brasil". Outro novelão, mas eu adoro histórias de superação. Vi o trailer, com a Gloria Pires (que interpreta a mãe) pendurada em um caminhão cheia de filhos, e gamei!

    ResponderExcluir
  5. Helô,
    Te digo uma coisa, se eu morasse aí, iríamos juntas ao cinema toda semana, depois, claro, para aquele bistrôzinho que vc me levou ou outro qualquer a fim de debater sobre o tema visto.
    Este filme está na minha lista, marido me contou que viu-o no avião na última viagem e adorou e eu, fiquei na espera de passar no cinema daqui e agora que está passando, não consigo encontrar uma brechinha para ir vê-lo.
    umsuper beijo carioca

    ResponderExcluir
  6. Helo,

    Sua cara esse filme... Culinária + blog!

    Super beijo!

    (e eu só podia comer tudo o que queria até os 16 anos, aiaiaia!)

    ResponderExcluir
  7. Estou com muita vontade de ver esse filme, mas ainda não deu. Talvez no próximo fim-de-semana!
    Heloísa, agora que fiz os 35 acho que já estou a passar dessa fase mágica. Até aqui eu podia comer tudo que não engordava nada, mas acho que isso tá a começar a mudar, rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Heloisa, primeiramente obrigado por ter visitado o meu Blog Momentos compartilhados, e caso queira ser seguidora será muito bem vinda.
    A personagem só não engordou porque é filme de Hollywood, na vida real estaríamos com uns dez quilos mais...rs.rs...
    Gostei muito do seu texto de Natal e resolvi seguir teu Blog.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  9. Ai, Helô, também quero ver o filme...
    Adoro cinema, gosto de muitos gêneros diferentes e sinto por ser um lazer tão caro no Brasil...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Que bela crítica de cinema estamos perdendo!!!
    kkkkkkkkkk
    Helô, estou na faixa dos trinta e já não tenho esse metabolismo acelerado, kkkk.

    Estou curiosíssima pra ver esse filme ou ler o livro. Só se fala disso na blogsfera toda!

    Aqui não entro ainda... cidade com poucos cinemas é fogo!!!
    ***

    Helô,
    Os presentes fora resultado do trabalho de um final de semana e de um feriado. Não foi tudo feito num dia só, sabe??? Depois fui ler o post de novo e posso ter dado a impressão de que fiz tudo num dia. Humanamente impossível, né? Quer dizer, se considerarmos que temos mil e uma outras coisinhas a fazer num dia normal. Espero que as destinatárias gostem de seus presentes.

    ResponderExcluir
  11. Helo (posso chamá-la assim?)

    Vim agradecer a sua visita em meu blog e aceitei o convite para conhecer o seu.
    Adorei seu blog, ontem mesmo me perdi no tempo lendo seus textos. Meus filhos, assim como sua neta, nos surpreende com os mais variados comentários e observações. Que bom que hoje, desde pequenos, são estimulados a terem este senso crítico.
    Fiquei emocionada com todo o carinho que recebeu de sua filha ao ganhar aqueles brincos de pérola...
    Já adicionei seu blog em minha lista de favoritos e estarei sempre por aqui, com certeza.
    Quanto ao filme que sugere, já é a segunda boa indicação que leio. Fiquei curiosa, vou assistir. E no meu caso, ainda estou nas casa dos 30 e se não tomo cuidado, tudo se agrega nos cantinhos, rsrsrs

    Bjs, Elaine

    ResponderExcluir
  12. OI Helô eu adoro cinema, mas faz mais de 2 anos que não vou a um... desde que mudei pra cá', também não visitei os cinemas holandeses.. bjusss

    ResponderExcluir
  13. Helo
    Esse filme esta na minha lista. Mas com esse frenesi de fim de ano acho que vou esperar a locadora.
    Filme em que a Mary Streep trabalha só pode ser bom!
    Vi numa página na web o lançamento do livro em NY (na vitrine colocarm o livro em volta de uma linda cesta de pães), achei tão criativo.
    bjus e valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  14. Helô, como você eu também amei esse filme. Aliás amo cinema, o clima desde a compra do ingresso, a saida do filme, observar o olhar das pessoas e até o silêncio quando é daqueles filmes que tocam na alma.

    beijinho

    ResponderExcluir
  15. Sabe que estou doida pra ver o filme? Ainda não tive tempo.
    Quanto ao não engordar, até os trinta tomava até fortificante, ovo de pata com cerveja preta para engordar, sempre pedia aos médicos vitaminas para engordar, e comia feita uma louca e nada, era "um pau de virar tripa" dentre outros apelidos.
    Aí veio a gravidez aos 31 e quase 30 quilos a mais, sem contar obviamente que nosso metabolismo muda, então hoje vivo me policiando além de às vezes seguir dietas, já fui até vitalícia do Vigilantes do Peso.
    Mas hoje em dia também tenho um segredinho, faço sim muitas coisas engordiet como vc vê no blog, mas só provo, de tudo um pouco, muita disciplina esse é meu segredo, é dificil, mas funciona.Bjss

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.