segunda-feira, 26 de outubro de 2009

"Café de los Maestros" ao vivo



Em janeiro desse ano publiquei um texto dizendo que havia tido "a oportunidade maravilhosa de assistir esse filme (documentário) especial, que apresenta os mestres do tango dos anos 40 e 50, anos esses conhecidos como a era de ouro do tango". 
E não é que no último sábado, tive a oportunidade mais do que maravilhosa de ver os "maestros" ao vivo?
Na platéia do Teatro Bradesco, em São Paulo, eu achava que estava vivendo um sonho, mas era realidade: no palco uma orquestra base, com piano, bandoneons e instrumentos de cordas, acompanhando e alternando-se com os músicos com 40, 50, 60 anos de carreira (em idade, os mais novos são septuagenários) . A emoção que o espetáculo provocou foi enorme, e chegou a suspender minha respiração ( e acho que de muitos mais) quando da apresentação de um bandeonista com 98 anos de idade. O teatro, que estava lotado, manteve-se em absoluto silêncio e imobilidade, como se estivesse diante de algo sagrado, acompanhando nota a nota a singela música interpretada pelo veterano dos veteranos, com suas nove décadas de bandoneon. Ao final, desse número, e dos demais, uma explosão de palmas e "bravos".


Sem dúvida, foi uma noite mágica. Músicos que entravam no palco com seus passinhos miúdos, quando começavam a interpretar mostravam toda a agilidade que conservam nas mãos e a firmeza na voz, e mostravam, mais que tudo, a paixão responsável por tanta alegria: a paixão pela vida e pelo que fazem.
Foi um espetáculo emocionante, mágico e que representou, sobretudo, uma grande lição de vida.

15 comentários:

  1. Helô querida!
    Ai que alívio poder deixar um comentário aqui no seu cantinho sem sumir ao final!

    Olha, São Paulo e essas coisas me deixam apaixonada por esta terra!
    Como deve ser bom morar em Sampa e poder usufruir de maravilhas como esta que você assistiu!

    Deve ter sido mesmo emocionante esta apresentação e até quando será que ficará por aí?
    Quem sabe dou um pulinho para ver também.

    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  2. Oi Helo brigada pelo coment...
    A mamãe faz 76 anos sexta dia 30. Juro pra vc. que quero ficar igual à ela. Tem uma sáude de ferro, anda naquela 25 de março à cata de material para o trabalho dela e trabalha incansávelmente em suas criações...Faz cursos, dá aulas, atende encomendas... Não tem carro não, faz tudo ou a pé ou metrô.

    E pasme ainda frequenta o Bingo (não podia ser pefeita né!kkk)
    Vou reunir as tias aqui em casa na sexta e servir cerveja; suco de melancia só se tiver vod. E olha que a mais nova tem 73.

    bjus e boa semana pra vc.

    ResponderExcluir
  3. Helô
    eu assisti ao documentário este ano, fiquei apaixonada por eles todos, é muito emocionante mesmo, imagino ao vivo.. tudo que você sentiu deve ter sido em dobro!!
    Um abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  4. Olá Helô,

    Viver esses "sonhos", é muito gostoso, eu não fui ver,mas também vi o documentário, é mesmo emocionante.
    Você transmite no texto, aemoção que sentiu.
    beijo

    ResponderExcluir
  5. Helô, 98 anos e ainda tocando? Que máximo! Imagino que a emoção do público só é superada pela emoção de quem está no palco.
    Vivemos um dilema familiar por ter filho músico e saber que a carreira é extremamente difícil, embora possa tocar tanto o coração das pessoas.
    Que bom poder participar de espetáculos assim e sair de lá "levitando".
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Assisti um espetáculo assim, em Buenos Aires, e fiquei maravilhada!
    Eles estão cada vez melhores e tango é pura emoção!

    ResponderExcluir
  7. Que linda oportunidade, Helô!

    Fiquei encantada, ainda mais que suas palavras souberam transmitir o sentimento que a apresentação provocou.

    Obrigada pelo lindo texto!

    beijo

    ResponderExcluir
  8. Heloisa
    Deve ter sido lindo, mesmo!
    É formidável perceber como a Arte possibilita uma vida enriquecedora!É a forma mais saudável de lidar com as pulsões do ser humano.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Faz um bem danado pra alma participar de algo sagrado e tão mágico! Bjs

    ResponderExcluir
  10. Deve ter sido lindo! Até me arrepiei :)

    ResponderExcluir
  11. Helô, que espetáculo lindo! Deve ter sido como num sonho!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Deve ter sido deslumbrante!
    Parabéns pela descrição!
    Um grande abraço,

    ResponderExcluir
  13. Que coisa linda, Heloisa! Poxa, vc passeia um bocado. Que bom!

    Beijocas,

    ResponderExcluir
  14. Oi, Heloísa. Deve ter sido mesmo emocionante.Imagino, apenas. Não tenho o hábito de assistir a espetáculo algum, acredite, por pura preguiça! Aqui em BH há poucos espetáculos e quando vem algum a corrida pra um ingresso é tão grande que a gente acaba desistindo! Também "sofro" de falta de companhia, marido detesta sair de casa e amigas, irmãs, nunca estão disponíveis...Difícil, né? Bj

    ResponderExcluir
  15. Helô você já foi a Argentina curtir uns tangos?
    Se não, tenta ir. É di.vi.no!

    bjos meus

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.