quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Delícia caseira

Embora eu goste muito de pão caseiro, há anos não coloco a mão na massa para fazer um.

Lembro que, na última vez que me propus a fazer, não pude aproveitar do resultado. Estava na nossa casa de Itanhaém, onde temos cachorros, e a festa foi deles.

Depois de sovar a massa, deixar crescer, modelar os pães, e colocá-los para crescer mais um pouco sobre um aparador, nossos lindos amiguinhos Boris (cocker spaniel) e Karloff (setter) entraram sem convite na cozinha, pegaram os pães, ainda crus, e foram saboreá-los no quintal. Fiquei “maluquinha”, e não deu para satisfazer minha vontade de comer pão caseiro naquele dia. Nem nos outros, pois desde então nunca mais me motivei a fazer pão com minhas mãos.

Nos últimos tempos estou perseguida por essa ideia. É um tal de ouvir de pão feito em casa, de ver imagens lindas de pães diversos, de notar que está se espalhando a utilização das panificadoras domésticas, de tomar conhecimento de receitas com ingredientes variados, que sucumbi.

Resolvi comprar uma máquina de fazer pão. E seja o que Deus quiser, porque com os pães sempre vem aquilo que não queremos: uns quilinhos a mais no nosso peso.

Como comprei a máquina ontem à noite, pela internet, antes de entrar na “modernidade” resolvi fazer, hoje, um pão à moda tradicional : com as mãos. Fui atrás de uma receita que fazia quando meus filhos eram pequenos e o resultado foi fantástico : dois pães enormes, que estão ultra-cheirosos e vêm carregadinhos de lembranças.


A receita é simples, e vale a pena deixá-la registrada. Como os pães ficam enormes, talvez seja melhor fazer quatro. Nas imagens, que estão fora de ordem, a massa dividida em duas tigelas, já crescida, os pães modelados, os pães modelados e crescidos, e depois de prontos.

PÃO DA TUTI (que o fazia muito bem, e que me cedeu a receita)

1 lata de leite condensado

1 lata de água morna

meia lata de óleo de canola (ou outro)

90 gramas de fermento para pão (fiz com o biológico fresco)

4 ovos

2 colheres (sopa) de açúcar

1 colher (chá) de sal

Bater todos esses ingredientes no liquidificador e despejar sobre um quilo de farinha de trigo. (Essa quantidade de farinha não foi suficiente para a massa ficar solta. Coloquei mais uma xícara, aproximadamente).

Dividir a massa ao meio, colocando em duas tigelas. Deixar crescer bem, tampada e num lugar resguardado. (Esperei mais ou menos 2 horas e 30 minutos).

Abrir a massa, dar o formato que quiser e deixar crescer novamente, já nas assadeiras. Se quiser, antes de dar o formato do pão, colocar um recheio feito com 2 colheres de manteiga e 4 de açúcar, bem misturadas. Passar gema sobre os pães e levar para assar, em forno aquecido. Leva mais ou menos 40 minutos.

Depois, é só fatiar e comer. Delícia.


26 comentários:

  1. Adorei seu blog Heloísa!

    Sou uma vovó eterna aprendiz! Estou seguindo seu blog! Amei!

    Tereza Cristina

    www.vovovoruja2007.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Helô do céu, tô aki babando no teclado, meu deu água na boca, que pão maravilhoso.
    Nunca fiz pão na minha vida, mas depois da receita que vc colocou acho que vou arriscar, depois te conto como foi.
    Manda um pedaço desse pão pra Curitiba???? rs.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Hum adoro pão, feito em casa melhor ainda.
    Eu tenho uma máquina de pão, foi uma das melhores aquisições que fiz, é uma maravilha, essa semana fizemos 2 vezes, de batata que é o melhor e de leite, muito bom também.
    Tenho certeza que vai adorar, pode programar antes de dormir e acordar com aquele cheiro de pão quentinho, hum.
    Ah vou visitar sua cidade no feriado, aproveitar a praia um pouquinho.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Boris e Karloff? hahaha! De quem é o senso de humor, seu ou do marido? Genial... E imagino o estrago que os pães crus fizeram no estômago deles, depois que o fermento cresceu!

    Hoje andei averiguando os preços do cruzeiro com Roberto Carlos, que parte do Porto de Santos, aí perto de ti. Minha mãe queria muito ir, mas não há condições, por causa da saúde dela. Prometi que quando ele fizer outro show por aqui mesmo vou levá-la. O valor do ingresso, só para vc saber: U$ 1.660,00

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Hummm! Que delícia, Heloisa!

    Você é habilidosa,mesmo!
    Além das artes virtuais também se esmera na culinária, hein? Parabéns.
    Estou com água na boca.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ah, Helô!

    Quando eu estava na minha casa, eu adorava fazer pão, com as minhas mãos, esperar crescer... Agora faz tempo que eu não faço! Mas lendo seu post, deu até vontade!

    ResponderExcluir
  7. Tereza,
    Obrigada por sua visita. Apareça sempre.

    Danny,
    Arrisque mesmo. Você deve sovar a massa na bancada da sua pia, passando um pouco de farinha nela. A massa deve soltar da mão. Boa sorte.

    Simone,
    Pois é. De tanto ouvir elogios, resolvi comprar. Vou torcer para você poder aproveitar a praia, pois tem chovido bastante. Que dia você virá?

    Valéria,
    Gostou do Bóris Karloff?
    Você sabe que não lembro se a ideia foi minha ou dele? Até vou perguntar.

    Arlette,
    É essa minha mania de tocar sete instrumentos.
    Podemos combinar um dia para você vir provar, já que moramos tão perto. Só que daí acho que vai ser do pão "moderno".

    Beijos para todas.

    ResponderExcluir
  8. Eu também fazia esta receita para os meus filhos quando pequenos...minha sogra chamava de Pão de Leite Moça.
    Me deu uma saudade!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Que receita fácil, Heloísa! Obrigada! Vou fazer também no sábado!
    Fico feliz com seus recados no meu blog, que infelizmente estou muito atarefada, e sem tempo de escrever, mas sempre q sento no computador, acesso sua página!Seu blog é fantástico!
    Bjão,

    ResponderExcluir
  10. Pão adoro pãozinho caseiro onde moro tem pão tão bom, mas eu é raro comer porque engorda muito cá em casa consome-se pouco pão.
    Boa sorte com a máquina e faça muitos pãezinhos beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Eu não sou fã de fazer pão manualmente, por isso tenho a panificadora :) Mas esses teus pães ficaram lindos. Espero que gostem do resultado da panificadora ;)

    ResponderExcluir
  12. Helô, pelamordeDeus, isso não se faz com uma gordinha que precisa perder quilos adquiridos recentemente na última viagem!
    Eu conheço esta receita e já a fiz também quando o filho era pequeno e tinha amiguinhos para lanches em nossa casa, mas hoje em dia só compro prontos e mesmo assim quase nunca pães doces, só aqueles sem gordura e zero de caloria.
    No entanto, continuo engordando.

    Depois que vc mostrou estas delícias, bateu de novo uma vontade de fazer pão e já pedi pro marido procurar no Canadá uma maquininha dessas pra trazer pra mim, mas vou ter que arranjar uma receitinha mais diet. hihi

    beijão carioca

    ResponderExcluir
  13. Lu,
    Quer dizer que fizemos o mesmo pão para nossos pimpolhos? Que saudade, não?

    Sonica,
    Você vai gostar do pão. Pode comê-lo com manteiga ou geleia.

    Gabriela,
    O problema do pão é exatamente esse. É gostoso, mas engordaaaa.

    Ameixa,
    Você foi uma das que me deixou com vontade de ter a panificadora.

    Beth,
    Gordinha coisa nenhuma. Fofinha,você quis dizer. Brincadeirinha. Você está muito bem. E que é gostoso comer um pãozinho é. Quer dizer que seu marido foi para o Canadá? Não deu para você ir?

    Beijos para todas.

    ResponderExcluir
  14. Só em pensar no que seus cãezinhos fizeram, sinto vontade de chorar. Ninguém merece fazer pão "na mão" e não poder provar.

    Agora esse aí que você fez... Wowww...

    Vou tentar fazer na MFP reduzindo todos os ingredientes.

    Beijão

    ResponderExcluir
  15. As receitas que nos trazem essas lembranças são as mais gostosas de se saborear.

    E a máquina facilita muuuito o trabalho de amassar tudo, mesmo não assando nela.

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Na intenção de divulgar o meu trabalho, cheguei até aqui. Muito bom o seu espaço, gostei bastante. Certamente voltarei mais vezes. Aproveito para convidar a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...em http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Se você gosta de histórias, garanto que vai gostar.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir
  17. Helô querida, que pão mais lindo você preparou! Vou reproduzir sua receita... ela parece fácil, apesar de eu morrer de medo de fazer pães... risos. Sempre uso a MFP para isso, pois fico com uma aflição danada da massa grudando em mim, acredita?
    Saudades, amiga!!
    Bjo grande,

    Mari

    ResponderExcluir
  18. Helô, lembrei da minha infância em que mamãe fazia um pão caseiro maravilhoso! Só que a memória dela já não é mais a mesma e várias receitad se perderam... Vou fazer este pão lá em casa e convidá-la para experimentar e lembrarmos como aquele tempo era bom!!!

    Beijos e bom final de semana!!!

    ResponderExcluir
  19. Ficou com uma cara ótima esse seu pão. Outro dia tentei fazer, mas compramos a farinha errada e até deu certo, mas não ficou tão delicioso quanto os da minha sogra, que foi com quem peguei a receita, mas vou tentar de novo.
    Nunca vi máquina de fazer pão, deve ser ótimo.
    Beijo

    ResponderExcluir
  20. Pão, leite moça...Helô eu não posso, não posso, não posso...
    Ontem pela primeira vez em toda a minha vida uma tia (sabe aquela tia que fala na lata e não tem desconfiomêtro, me chamou de gorda!!!) Menina aquilo acabou comigo.
    Estou sim acima do meu peso, reconheço e todo mundo vê, mas me chamar de gorda...Só não briguei com ela pq. era o aniversário da mamãe.

    Sim ontem foi o aniversário dela e resolvi fazer uma pequena comemoração aqui em casa (mesmo não tendo terminado de arrumar como gostaria)e ficou muito legal, acho que ela não esperava e ficou mega feliz. Essa semana corri tanto para dar alguma aparência aqui com o término da parte grossa da obra que hoje estou completamente PODRE...tão cansada que não vou mover um músculo até terça feira depois desse feriado.

    Mas valeu pq. ela ficou muito feliz mesmo. Vou tentar contar um pouco disso no próximo post lá no Casas.

    Muito obrigada por você ter lembrado (eu até falei para ela viu).

    Bom final de semana e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  21. Heloisa, os seus pães estão lindos. Li atentamente a sua receita e acho que a vou experimentar um destes dias. Eu também fico encantada com a quantidade de gente ( eu incluida) que se deixou seduzir pela moda do pão caseiro. Ainda bem que assim é e que temos tanta receita gostosa`circulando na blogosfera! :)

    ResponderExcluir
  22. Nossa, Heloísa, me lembrou tanto as roscas que minha avó fazia! Ela enfeitava com pedacinhos de goiabada e frutas criatalizadas e cobria com açúcar cristal. E eu a vi fazendo as roscas taaaantas vezes e nunca aprendi...

    bjs

    ResponderExcluir
  23. Helô,
    eu adoro pão!
    E os caseiros...são os meus preferidos!
    Vou anotar sua receita e fazer. Acho que ainda esta semana. Fiquei entusiasmada com seu post.
    Depois te conto.
    Beijos e obrigada pela lembrança que me trouxe dos pães da minha mãe. Na minha família se chamam "Pão Vovó".

    ResponderExcluir
  24. Hummmmm... Fiquei com vontade de pão caseiro!

    ResponderExcluir
  25. umm que delícia... estava mesmo procurando uma receita de pão boa, mas nunca achava. vou fazer aqui em casa, se foi vc q indicou, é boa rsrsrs!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  26. Helô!!!!! Que lindos! Eu não passava aqui há alguns dias e não sabia que já tinha comprado a máquina!!!! Qual marca você acabou escolhendo? E aí???? Aprovada????
    Estou super feliz em ver que os pães ficaram lindos, parabéns!
    Beijos e ótimo final de semana!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.