sábado, 25 de setembro de 2010

Doce lembrança




Há doces que, além de nos darem prazer, fazem parte da nossa memória afetiva. Já tive a oportunidade de falar sobre eles quando escrevi sobre os “doces da família” e sobre “quero mais”.

Um desses doces, que me transporta para os doces dias da infância, é o sagu com vinho.

Como todos os outros “doces da família”, aprendi vendo minha mãe fazer.

Sem receita, e sem medidas certas, demorei um pouco para conseguir um bom sagu com vinho.

Às vezes ficava muito bom, outras, nem tanto.

Mas agora acho que descobri o caminho certo, e ele tem ficado o que realmente é: uma delícia.

Delícia deliciosa, como brinco com minha netinha, imitando os personagens de um desenho infantil.

E para que a receita não se perca novamente, vou anotá-la por aqui.



Sagu com vinho

1 xícara de sagu

1 litro de água

4 cravos

canela em pau

meio litro de vinho tinto suave

3/4 xícara de açúcar

Ferver a água com os cravos e a canela durante aproximadamente 2 minutos. Colocar o sagu e deixar cozinhar durante meia hora, mexendo às vezes. Depois desse tempo o sagu deverá estar quase que cozido, embora algumas bolinhas ainda estejam com o centro branco. Colocar o vinho e mexer durante 12 minutos.

Juntar o açúcar e continuar mexendo durante mais ou menos 3 minutos. Se ainda estiver com algumas bolinhas brancas, elas ficarão transparentes enquanto o doce ainda estiver quente. Colocar em taças, ou numa vasilha média.

O doce fica bem mole e só endurece depois de frio.

Levar à geladeira.

Servir com creme de baunilha.

(Se usar vinho tinto seco, talvez seja necessário aumentar um pouquinho o açúcar).


Creme de baunilha simples

3 copos de leite

3 colheres (de sopa) de açúcar

3 colheres (de chá) de maisena

4 gemas

1 colher (de café) de baunilha

Desmanchar as gemas e a maizena em meio copo de leite frio.

Levar 2 ½ copos de leite para ferver, com o açúcar.

Quando estiver levantando fervura, despejar a mistura de gemas e maisena e mexer, sem parar, até ferver e começar a engrossar.

Tirar do fogo e colocar a baunilha.

Colocar sobre o sagu, ou gelar em separado.

(Quantidade para 5 taças pequenas).



13 comentários:

  1. Que delíca. Além da gostosura a doce lembrança da mãe e da avó. Esse é o tempero a mais. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Buenísima receta, las recetas de antes son siemmpre deliciosas.¿no?. Un beso

    ResponderExcluir
  3. Interessante,Heloisa! A mesma sobremesa me traz lembranças doces e outras tristes,tristes...

    Um dia farei uma crônica sobre isso.
    Eu adoro o sagu! Também aquele feito com suco de uva, da colônia mesmo,purinho...

    Muito bom e teus post sempre me fazem bem ver!beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Olha só: minha mãe deixa o sagu de molho, algumas horas antes de levar ao fogo. Cozinha num instante, e desaparecem as bolinhas brancas.
    A-do-ro!

    ResponderExcluir
  5. Esta sobremesa é sucesso sempre, por ser deliciosa! É tão bom ter lembranças como essas, não é?

    Um beijo, boa noite e bom domingo!

    ResponderExcluir
  6. Que receitas deliciosas!
    Estava procurando uma boa receita de sagu com vinho. Gostei muito da sua, vou anotar.
    beijos,
    Elisa

    ResponderExcluir
  7. Ai, Helô, não consigo gostar de sagu, acredita? Detesto, mesmo.

    Mas vendo uma receita tão linda dessas me dá até vontade de gostar, rs.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. O doce que me leva à infância é o doce de leite. Família mineira, tantas vezes vi minha avó e tias mexendo o tacho fazendo o doce e nós crianças ao redor esperando para raspar o tacho :)
    Sabe que nunca comi sagu com vinho?

    beijos e uma semana abençoada e bem doce.

    ResponderExcluir
  9. adorei seu sagú!!ficou maravilhoso mesmo!parabens..bjus e bom fim de semana..li

    ResponderExcluir
  10. Adorei a receita, vou compará-la com a que tenho, e vou fazer amanhã!!!
    Vc está muito sumida com seus comentários no meu blog...estou c/ saudades!
    Bjão e Ótima semana,

    ResponderExcluir
  11. Esses doces de familia são mesmo uma deliciosa viagem no tempo, na felicidade passada... Você não sabe, mas me inspirei num post seu em que você citava o bolo de caneca... Como trabalho com criação de festas exclusivas fiz bolo de caneca para todos os convidados adultos na festa de netinha cujo tema foi Branca de Neve. Nada de maçãs e nem bruxas.
    Todos amaram e eu também.
    Não temos por aqui (Bahia) tradição deste bolo, ninguém conhecia. Por essa razão não posso afirmar se ficou bom. Gostaria que visitasse meu blog do SPACE FESTAS e desse uma espiadinha. Comente lá. Ficarei grata. Parabéns por seu blog!
    www.spacefestasoficial.blogspot.com
    Tereza Amaral

    ResponderExcluir
  12. Nunca provei mas tenho curiosidade, acho que deve ser óptimo :)

    ResponderExcluir
  13. Helô, que delícia de sobremesa! E também amei as taças onde você serviu essa gostosura! Beijão!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Depois é só escolher uma identidade. Se você não tiver conta google, clique em nome/URL, logo abaixo. Coloque seu nome e, depois, clique em Publicar. Vou adorar ler o que tem a me dizer.